Direto O Adeus a Mário Soares

Mário Soares morreu a 7 de janeiro, aos 92 anos. O Governo decretou três dias de luto nacional. Os portugueses despediram-se daquele que é considerado o país da democracia portuguesa.

Mário Soares morreu este sábado no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa. Tinha 92 anos. Acompanhe todas as reações à morte do estadista português.

10 Janeiro, 201717:04

Este liveblog fica por aqui.

Obrigado por terem acompanhado esta longa cobertura das cerimónias de homenagem ao antigo Presidente da República, Mário Soares.

Pode rever os momentos registados pela objetiva da Paula Nunes nas fotogalerias de ontem e de hoje.
Juliana Santos
10 Janeiro, 201716:45
Pedro Nuno Santos defende um homem que esteve “sempre à frente do seu tempo”
Embora se estabeleça como uma figura de pouco consenso, o secretário de estado afirma que Soares era um homem teve razão:“Vi um homem a ter razão quando lutou pela liberdade, pela democracia e pela integração na Europa”.
À saída do cemitério relembrou que o legado de Soares tem de ser mantido, uma vez que “a democracia não é eterna, tem de ser defendida todos os dias”.
Juliana Santos
10 Janeiro, 201716:40

João e Isabel Soares recebem a bandeira de Portugal das mãos do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. (Fotografia: Paula Nunes/ECO)

Mariana de Araújo Barbosa
10 Janeiro, 201716:37
A chegada ao cemitério dos Prazeres

Paula Nunes/ECO
Juliana Santos
10 Janeiro, 201716:32

Jorge Lacão e uma homenagem sentida

O socialista reiterou à saída do cemitério que”Este momento ficará indelével na nossa memória, tal como Mário Soares ficará indelével na história de Portugal” Quando questionado acerca da magnitude da cerimónia afirma que foi sentida por todos os presentes: “Vimos muita emoção, muitos momentos comoventes”.
Juliana Santos
10 Janeiro, 201716:09

A urna segue agora para o jazigo da família Barroso-Soares. A partir deste momento, a cerimónia será privada.

Juliana Santos
10 Janeiro, 201716:05

Vão ser disparados 21 tiros da corveta Jacinto Cândido, a partir de uma embarcação fundeada no rio Tejo.

Juliana Santos
10 Janeiro, 201716:00

Ao chegar à capela, ouve-se um excerto de um tempo de antena das presidenciais de 1986: “Há uma certeza que sempre tive, a verdade não pertence em exclusivo a ninguém e não há nada que substitua a tolerância.”

Juliana Santos
10 Janeiro, 201715:57

A urna vai ser transportada por militares das Forças Armadas até à capela do cemitério. Entretanto, ouve-se a marcha fúnebre.

Juliana Santos
10 Janeiro, 201715:53

O armão que transporta o corpo do antigo Presidente de República chegou agora à entrada do cemitério dos Prazeres. A urna vai ser retirada e começarão as honras.

Juliana Santos
10 Janeiro, 201715:28

Centenas de pessoas, envergando rosas amarelas, gritam no Largo do Rato “Soares é fixe”.

Juliana Santos
10 Janeiro, 201715:23

O próximo ponto de passagem será a sede do Partido Socialista, no Largo do Rato, onde já esperam centenas de pessoas.

Juliana Santos
10 Janeiro, 201715:22

Nas varandas da Fundação estavam também muitas pessoas à espera da passagem do cortejo.

Juliana Santos
10 Janeiro, 201715:20

O cortejo chegou agora à Assembleia da República, onde se ouve um coro de palmas daqueles que esperavam.

Juliana Santos
10 Janeiro, 201714:36

Mariana de Araújo Barbosa
10 Janeiro, 201714:19

Neste momento dá-se a despedida de Mário Soares no Mosteiro dos Jerónimos.

Uma esquadrilha de seis aviões vai acompanhar. Vão em direção ao Palácio de Belém.
Mariana de Araújo Barbosa
10 Janeiro, 201714:16

Mariana de Araújo Barbosa
10 Janeiro, 201714:11

Marcelo Rebelo de Sousa também falou. O Presidente da República referiu que o local em que estavam, os Claustros do Mosteiros dos Jerónimos, “convoca a história que o estudou antes de a fazer”.


Marcelo disse ainda que Mário Soares foi um humanista, “de intervenção política e social incessante”, e que era, acima de tudo “um homem aberto à Europa, seu sonho e sua conquista, aqui conjurada a contribuir com um mundo melhor neste mesmo claustro em 1985, aberto à comunidade que partilha a mesma língua, e aberto ao universo sem limites físicos ou espirituais, ao melhor jeito da nossa Portugalidade, franqueada a tudo e a todos”.


“Por isso aqui viemos e estamos hoje com uma saudade feita futuro”, acrescentou Marcelo.


Marcelo referiu ainda que o país está “grato pela sua coragem” e evocou as palavras de Fernando Pessoa, para dizer que Mário Soares fez por “ser grande, e ser inteiro, pondo tudo de si no mínimo que fez”.

Mariana de Araújo Barbosa
10 Janeiro, 201714:02

O presidente da Assembleia da República definiu Mário Soares como “o militante número 1” da democracia portuguesa, um homem entre os “imprescindíveis”, que “pôs sempre Portugal em primeiro lugar”.

“Mais do que militante número 1 do PS, foi o militante número 1 da nossa democracia”, disse Eduardo Ferro Rodrigues na sua intervenção na solenidade evocativa da memória de Mário Soares, inserida nas cerimónias fúnebres de Estado, que decorrem nos claustros do Mosteiro dos Jerónimos.

Ferro Rodrigues descreveu o antigo primeiro-ministro e Presidente da República, falecido no sábado, como alguém que “tinha a visão dos grandes estadistas e a intuição dos grandes políticos” e “pôs sempre Portugal em primeiro lugar”.

“Tinha uma sintonia impressionante com o povo português. Os portugueses conheciam-no e ele conhecia bem Portugal e os portugueses”, acrescentou.

Mónica Silvares
10 Janeiro, 201713:59

O Presidente da Assembleia da República também fez uma intervenção na cerimónia. “É de gratidão que vos falo”, disse Ferro Rodrigues. A segunda figura da Nação dirige-se a Mário Soares como um homem “aberto a Portugal e ao mundo” e como um dos homens que se confunde com o tempo em que vivem.


Com o seu exemplo vai perdurar, inspirar”, acrescentou Ferro Rodrigues. “Há homens que lutam uma vida e são imprescindíveis”.

Mónica Silvares
10 Janeiro, 201713:42
Margarida Peixoto
10 Janeiro, 201713:39
key António Costa: “Para homens como Mário Soares, a morte existe menos”

António Costa lembra Mário Soares, numa declaração gravada em vídeo, a partir da Índia.

O primeiro-ministro recorda, entre dezenas de outros cargos, que o ex-presidente foi um “resistente à ditadura” e garante: “Em todas as circunstâncias, Soares foi sempre inspirado por essa visão humanista”.
Costa lembra que Mário Soares foi “o principal fundador da nossa democracia”, que construiu o Estado Social e que transformou Portugal num “melhor país”.
“Quem o conheceu não esquece o seu amor pela vida e pelas coisas boas da vida”, diz Costa. O primeiro-ministro lembra a “audácia criadora”, “a energia que mobilizava”, o “otimismo que nunca desistia” e “as gargalhadas contagiantes.”
Recorda como era um “grande contador de histórias” e como “conversar com ele era uma experiência exaltante e inesquecível.”
“Em suma: Soares é fixe”, continua António Costa. “A única consolação que podemos ter nesta hora de tristeza é a de que para homens como Mário Soares, a lei da morte existe menos do que para outros homens”, frisa.
“Obrigado Mário Soares, viva a República, viva Portugal”, termina António Costa.
Margarida Peixoto
10 Janeiro, 201713:26

João Soares, filho de Mário Soares, no púlpito. Fotografia: Paula Nunes/ECO

Mariana de Araújo Barbosa
10 Janeiro, 201713:22

Cerimónias fúnebres decorrem no claustro do Mosteiro dos Jerónimos. Fotografia: Paula Nunes/ECO

Mariana de Araújo Barbosa
10 Janeiro, 201713:11

João Soares inaugura o púlpito, reiterando a “admiração, ternura e respeito” que ele, sua irmã e família sempre nutriram pelo antigo Presidente da República.

Juliana Santos
10 Janeiro, 201713:08

Começou há momentos a sessão solene de homenagem no Mosteiro dos Jerónimos.

Ouviu-se o hino nacional, seguido do discurso de Soares aquando da adesão de portugal à CEE.
Juliana Santos
10 Janeiro, 201712:22

Hoje, o cortejo parte às 13h30 do Mosteiro dos Jerónimos para o Cemitério dos Prazeres, com breves paragens previstas em frente ao Palácio de Belém, à Assembleia da República, Fundação Mário Soares e à sede do Partido Socialista, no Largo do Rato.

Além dos condicionamentos de trânsito, o estacionamento será proibido na Rua do Comércio (junto à Praça do Município), na zona envolvente ao Mosteiro dos Jerónimos e na Praça São João Bosco.
Juliana Santos
10 Janeiro, 201712:15

Juliana Santos
10 Janeiro, 201712:13
Martin Schulz: “Discutir com Mário Soares era difícil, um homem que resistia na sua posição”

O presidente do Parlamento Europeu recordou “um símbolo da luta contra o fascismo e a ditadura, pela democracia e também pela democracia europeia”, principalmente para os sociais democratas alemães.

Neste “dia de tristeza e de dor”, Schulz tem Soares como um homem de convicções, que “mudou muitas coisas em Portugal”, mas que sempre defendeu as suas posições, mesmo que não fossem consensuais.
Juliana Santos
10 Janeiro, 201711:55
O empresário Rui Nabeiro recordou o presidente que lhe atribuiu o título de comendador como “um homem que deu exemplos, que foi sacrificado na vida, sacrificado no sentido bom da palavra”.
Juliana Santos
10 Janeiro, 201711:41

Michel Temer trouxe “as condolências do povo brasileiro”

Num discurso proclamado no Palácio de Belém, o presidente da república brasileiro relembrou Mário Soares como uma personalidade que “intensificou enormemente as relações com o nosso país”, tendo estabelecido amizade com vários presidentes brasileiros.
Juliana Santos
10 Janeiro, 201711:34

Líder da UNITA estará presente no funeral

O presidente da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), Isaías Samakuva, viajou para Lisboa para estar presente nas cerimónias fúnebres.

No sábado, na reação à morte de Mário Soares, o presidente da UNITA considerou que Angola “perdeu um amigo”, classificando o antigo Presidente português como uma “personalidade de estatuto internacional” que lutou pela democracia em Portugal e pela reconciliação angolana.

Lusa

Juliana Santos
10 Janeiro, 201711:25

Martin Schulz já reuniu com Marcelo Rebelo de Sousa

O presidente do Parlamento Europeu partilhou no seu Twitter oficial uma fotografia do encontro com o presidente da República com a legenda: “Reunião com o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa para transmitir os meus pêsames pela perda do pai do Portugal moderno.”

Juliana Santos
10 Janeiro, 201711:20

Carlos Moedas e o pesar da Europa

O comissário europeu português assinou o livro de condolências no Largo do Rato não só a título pessoal, mas também em nome do presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.
Em declarações afirmou que Soares era “um grande homem, um grande europeu” e sublinhou o seu papel fulcral na construção da Europa:
“Estes líderes que acreditaram numa Europa unida, numa Europa que no seu todo vale mais que a soma das partes são os que fizeram essa Europa”.

Juliana Santos
10 Janeiro, 201711:10

Bruno de Carvalho relembra Mário Soares e a sua proximidade com o 25 de Abril

O presidente leonino marcou presença no Mosteiro dos Jerónimos para fazer a última homenagem por todos os sportinguista e também “a nível pessoal e familiar”, visto que o seu tio-avô José Pinheiro de Azevedo teve também um papel importante na construção da democracia.
Juliana Santos
10 Janeiro, 20178:33

O dia da homenagem a Soares

O Mosteiro dos Jerónimos já está aberto esta terça-feira para os portugueses que queiram fazer uma última homenagem ao ex-Presidente da República. Mário Soares está em câmara ardente nos Jerónimos.

A cerimónia de homenagem começa às 13h e prolonga-se durante hora e meia, contando com áudio de Mário Soares e Maria Barroso. Depois segue-se um cortejo fúnebre até ao cemitério dos Prazeres, passando antes pelo Palácio de Belém, Assembleia da República, Fundação Mário Soares e a sede do Partido Socialista, no Largo do Rato.

Tiago Varzim
9 Janeiro, 201721:54

Medina: Soares foi um estadista como Mandela

O presidente da Câmara de Lisboa Fernando Medina lembrou esta segunda-feira, em entrevista à TVI 24, a “coragem” e “caráter democrata” de Mário Soares, que equiparou a Nelson Mandela enquanto estadista.
Para Fernando Medina, as duas características mais memoráveis do antigo primeiro-ministro e presidente de Portugal foram a sua coragem, tanto no combate à ditadura como no período após a Revolução de Abril, e o seu “caráter democrata”, que o fez defender a diferença, e a conciliação tanto da direita como do Partido Comunista numa democracia plural.
Mário Soares era, assim, “alguém que tem já a sua dimensão de estadista”, afirmou Medina, comparando essa dimensão com a de Nelson Mandela.
Marta Santos Silva
9 Janeiro, 201721:27
Marcelo: Portugueses “responderam ao apelo da história”
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou hoje “muito impressionante” a homenagem que os portugueses estão a prestar a Mário Soares, que mostra “a gratidão do país” em relação ao antigo chefe de Estado.
Marcelo Rebelo de Sousa e o presidente da Assembleia da República regressaram hoje, cerca das 19:30, ao Mosteiro dos Jerónimos para prestar uma homenagem a Mário Soares. À saída, cerca de 50 minutos depois, o Presidente da República foi questionado sobre a homenagem que os portugueses estão a prestar a Mário Soares, tendo sido curto nas palavras para dizer que é “muito impressionante” e mostra “realmente a gratidão do país em relação a Mário Soares”.
Interrogado sobre se os portugueses estavam a responder ao pedido que o Presidente da República tinha feito, Marcelo respondeu apenas que “responderam ao apelo da história”.
Marta Santos Silva
9 Janeiro, 201721:15
Presidente catalão Artur Mas esteve com João Soares no velório

Marta Santos Silva
9 Janeiro, 201721:13

Visita de Mário Soares a Sócrates na prisão foi “gesto de companheirismo”

Questionado numa entrevista na TVI acerca das visitas de Mário Soares quando se encontrava detido na prisão de Évora, José Sócrates afirmou que “o gesto de simpatia e companheirismo” ficaria consigo “para sempre”, aproveitando, no entanto, para sublinhar: “O que ele fez por mim faria por qualquer outro”, incluindo adversários políticos.
Para o antigo primeiro-ministro, Mário Soares deve ser lembrado não só pelo seu impacto em Portugal mas também no mundo: a Revolução de Abril teve um impacto mundial e “o nome de Mário Soares era o do herói em Portugal”, afirmou Sócrates.
O ex-líder do Partido Socialista também recordou que se juntou ao PS “em oposição a Mário Soares”, numa altura de cisão interna no partido, afirmando que mais tarde acabou por rever a sua posição e dar razão a Soares.
Marta Santos Silva
9 Janeiro, 201720:29

Marta Santos Silva
9 Janeiro, 201719:52
EUA declaram pesar pela morte de “defensor dos direitos humanos”

“Um defensor permanente dos direitos humanos, da autodeterminação [dos Estados] e da democracia, Mário Soares suportou anos de prisão e de exílio”, afirmou o porta-voz do Ministério do Interior (State Department) dos Estados Unidos, numa declaração divulgada no Twitter.
Marta Santos Silva
9 Janeiro, 201719:37
Cristas reconhece papel de Soares para criar “democracia pluripartidária”
A líder do CDS-PP, Assunção Cristas, reconheceu hoje que Portugal tem uma democracia pluripartidária porque homens como Mário Soares “por ela lutaram em momentos decisivos”.
“Independentemente de em vários momentos termos discordado de Mário Soares, há também momentos em que concordamos, e sobretudo é um justo reconhecimento sabermos que hoje temos uma democracia pluripartidária porque homens como Mário Soares – e por ventura Mário Soares à cabeça – por ela lutaram em momentos decisivos para o nosso país”, disse aos jornalistas Assunção Cristas à saída do Mosteiro dos Jerónimos, onde decorrem as cerimónias fúnebres de Mário Soares.
Segundo a líder centrista, Portugal está hoje “na Europa por trabalho de homens como Mário Soares, também com ele à cabeça”.
“Este é o momento de valorizar aquilo que obviamente reconhecemos como muito positivo, independentemente de em outros momentos termos tido posições diferentes e divergência, é mais do que justo e genuíno reconhecer esse trabalho que foi feito para que hoje possamos estar todos em liberdade, em democracia”, enfatizou.
Lusa
Marta Santos Silva
9 Janeiro, 201719:35

Marcelo Rebelo de Sousa regressa ao velório

O Presidente da República junta-se agora a Ferro Rodrigues no velório de Mário Soares no Mosteiro dos Jerónimos, desta vez sem falar aos jornalistas.
Marta Santos Silva
9 Janeiro, 201719:25
Temer traz ao funeral de Soares juiz que investiga a sua ação de cassação

O jornal Folha de São Paulo escreve que o presidente do Brasil Michel Temer traz na sua comitiva para o funeral de Mário Soares, além do ministro da Casa Civil Eliseu Padilha e do ex-presidente José Sarney, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Gilmar Mendes.
Tramita neste momento no Tribunal Superior Eleitoral uma ação de cassação relacionada com o financiamento da campanha presidencial de Dilma Rousseff com Michel Temer como seu vice.
Marta Santos Silva
9 Janeiro, 201719:15
Guterres escreve agradecimento a legado socialista de Soares

No site do Partido Socialista, António Guterres assina um agradecimento a Mário Soares pelo seu legado para o Partido Socialista.
“É em nós, socialistas, que a saudade é mais funda porque morreu o nosso fundador, o amigo, o eterno militante número um do nosso partido, o companheiro de tantas batalhas e o protagonista maior do valor primeiro que nos guia – a liberdade!”, escreve o atual secretário-geral das Nações Unidas.
Marta Santos Silva
9 Janeiro, 201719:00

CPLP “saúda o exemplo de homem público e estadista”

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) manifestou hoje em nota de imprensa publicada na sua página na Internet, “profundo pesar pelo falecimento do Presidente Mário Soares”.
“Ao transmitir as mais sentidas condolências ao povo português pela perda de seu eminente cidadão, a CPLP exalta o histórico papel desempenhado pelo Presidente Mário Soares no estreitamento da amizade, do diálogo político e da integração entre os países de língua oficial portuguesa, que culminou com a constituição da Organização, em 17 de julho de 1996”, lê-se na nota.
A organização “saúda o exemplo de homem público e estadista deixado pelo Presidente Mário Soares, que continuará a inspirar gerações de cidadãos falantes da língua portuguesa”.
Lusa
Marta Santos Silva
9 Janeiro, 201718:55
Juncker: “O meu amigo Mário nunca virou a cara à luta”
Citado num comunicado da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker prestou homenagem a Mário Soares, afirmando: “A vida de Mário Soares confunde-se com a história recente de Portugal e com episódios marcantes do processo de construção da União Europeia”.
“O meu amigo Mário nunca virou a cara à luta e às responsabilidades de um democrata. (…) Foi também assim quando desempenhou com dinamismo e visão todas as funções que lhe foram confiadas pelo povo português, contribuindo decisivamente para tornar Portugal num membro indispensável da família europeia (…) Portugal e a Europa perdem um pouco de si“, disse o Presidente da Comissão Europeia.
O comissário europeu Carlos Moedas vai estar presente nas celebrações fúnebres na terça-feira, pelas 13:00, no Mosteiro dos Jerónimos, em representação de Jean-Claude Juncker, informou hoje a Comissão Europeia.

Lusa
Marta Santos Silva
9 Janeiro, 201718:37

Manter a visita à Índia “é uma bela homenagem” a Soares

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, afirmou, de regresso da viagem à Índia, que “O facto de o primeiro-ministro manter a sua visita de Estado à Índia é, do meu ponto de vista, uma bela homenagem que presta ao doutor Mário Soares.”
“Tenho a absoluta certeza de que o doutor Soares compreenderia, exatamente porque uma das muitas coisas que o doutor Soares nos ensinou foi que, justamente quando exercemos funções públicas, assumimos responsabilidades, temos deveres, em relação ao Estado, em relação ao país”
Questionado se não poderia ter substituído o primeiro-ministro nessa visita de Estado à Índia, Augusto Santos Silva respondeu: “A nossa decisão foi exatamente simétrica, e parece-me essa ser a decisão mais adequada. O que nós decidimos é que seria eu a interromper a visita, visto que eu não protagonizo a visita”.
Juliana Santos
9 Janeiro, 201718:29

José Eduardo dos Santos considera que esta perda “abre um vazio difícil de preencher”

O presidente de Angola “as mais sentidas condolências por essa perda” numa carta que foi hoje entregue a Marcelo Rebelo de Sousa, a que a Lusa teve acesso.
Eduardo dos Santos recorda “uma figura cimeira da história recente de Portugal e uma referência incontornável na luta pela instauração e consolidação da democracia na pátria de Camões”.
Juliana Santos
9 Janeiro, 201717:51

José Sócrates lembra “um grande companheiro político, um grande amigo”


O antigo primeiro-ministro sublinha uma biografia política “inspiradora e motivadora não só para mim, mas para todos os políticos em Portugal”, afirmando que esta “vive para a história, não vive para um momento, para uma circunstância”.

A propósito do seu caráter não consensual: “Ele nunca quis agradar a todos, nunca fez uma carreira política com base no cálculo, fez uma carreira política com base naquilo em que acreditava e isso foi muito importante em vários momentos em que teve de agir contra a corrente. É isso que faz a grandeza e a singularidade de um percurso político”.
Juliana Santos
9 Janeiro, 201717:34

Assunção Cristas declara “uma homenagem a quem nos trouxe uma consolidação da democracia portuguesa”

A presidente do CDS deixou as diferenças partidárias de lado para reconhecer que “hoje temos uma democracia pluripartidária porque homens como Mário Soares por ela lutaram em momentos decisivos.”
Juliana Santos
9 Janeiro, 201717:29

O humorista Ricardo Araújo Pereira passou pelo Mosteiro dos Jerónimos para prestar a sua última homenagem a Mário Soares.

“O 25 de Abril foi uma espécie de cunha. Eu não teria este emprego se não fosse o 25 de Abril. Por isso eu agradeço sempre que alguém que teve uma participação importante no combate pela liberdade.”

Juliana Santos
9 Janeiro, 201716:30

Catarina Martins recorda “um combatente anti-fascista, anti-colonialista”


“É seguramente uma figura da nossa democracia, muitas vezes junto com a esquerda, outras vezes em conflito. Com uma vida longa, mas com certeza recordada pelo país como importante, um marco da história do século XX, como um marco da democracia portuguesa.”

A líder do Bloco de Esquerda relembra também os pontos de acordo: “será também recordado pelo Bloco das vezes em que estivemos juntos contra a guerra no Iraque ou contra a Troika.”
Juliana Santos
9 Janeiro, 201716:05

Alberto Teixeira
9 Janeiro, 201715:25

Pedro
Passo Coelho presta “última homenagem merecida e justa” a Soares

Depois de Jerónimo de Sousa, líder do PCP, foi a vez de Pedro Passos
Coelho também prestar a sua homenagem a Mário Soares.

Esta é uma “oportunidade para o país poder prestar uma última homenagem merecida e justa a Mário Soares”, disse o líder do PSD.

“Como cidadão, quis restar esta homenagem. Todas as pessoas têm tido a faculdade de prestar essa homenagem. Temos a oportunidade de deixar também uma palavra amiga e solidária à família num momento que é de tristeza.

Questionado sobre os momentos vividos com Soares, Passos Coelho diz que recorda “muitos momentos que tivemos de conversar sobre aspectos que se
relacionam com a vida nacional. Mas h
oje é altura de falar do que foi a vida de Mário Soares, não é dessas histórias”.

Paulo Moutinho
9 Janeiro, 201715:23
Jerónimo de Sousa fala em “momento de perda”
Jerónimo de Sousa, o líder do Partido Comunista Português, foi o primeiro líder partidário a passar pelo Sala dos Azulejos do Mosteiro dos Jerónimos.
O líder comunista sublinhou, depois de prestar as condolências à família, que “a história não se inventa, a história acontece. Continuamos a considerar que a revolução de Abril resultou de muita luta, onde esteve o PCP e esteve Mário Soares”.
“Quem escreve a história são os vencedores, mas a história não se apaga. Temos a nossa própria visão da história”, disse o responsável, acrescentando que “o momento é de perda e no quadro de respeito pela morte não desenvolvo esta resposta”.
Paulo Moutinho
9 Janeiro, 201713:36

Marcelo Rebelo de Sousa à entrada do Mosteiro dos Jerónimos: a urna de Mário Soares ficará na Sala dos Azulejos do mosteiro até terça-feira de manhã.

Mariana de Araújo Barbosa
9 Janeiro, 201713:32

Mariana de Araújo Barbosa
9 Janeiro, 201713:29

Urna de Mário Soares já está nos Jerónimos. (Fotografias: Paula Nunes/ECO)

Mariana de Araújo Barbosa
9 Janeiro, 201713:14

Os familiares e os representantes do Estado português seguem o cortejo e já estão dentro do Mosteiro dos Jerónimos.

Leonor Rodrigues
9 Janeiro, 201713:07

Urna é recebida por aplausos das dezenas de pessoas que se encontram em Belém.

Leonor Rodrigues
9 Janeiro, 201713:05

O corpo de Mário Soares chegou ao Mosteiro dos Jerónimos onde vai decorrer o velório, na Sala dos Azulejos, até à meia-noite de hoje.

Leonor Rodrigues
9 Janeiro, 201712:52

key O corpo de Mário Soares chegou ao Mosteiro dos Jerónimos.

Leonor Rodrigues
9 Janeiro, 201712:49

A banda da GNR toca agora o hino nacional.

Marcelo Rebelo de Sousa também já se encontra no Mosteiro dos Jerónimos.
Leonor Rodrigues
9 Janeiro, 201712:49

Urna de Mário Soares nos Paços do Concelho, em Lisboa. (Fotografia: Paula Nunes/ECO)

Mariana de Araújo Barbosa
9 Janeiro, 201712:48

O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, já se encontra no Mosteiro dos Jerónimos.

Também a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, está no local em representação do Governo.
Leonor Rodrigues
9 Janeiro, 201712:28

A urna de Mário Soares passou pelos Paços do Concelho, no percurso entre o Campo Grande e o Mosteiro dos Jerónimos. (Fotografia: Paula Nunes/ECO)

Mariana de Araújo Barbosa
9 Janeiro, 201712:26

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai marcar presença na receção ao corpo de Mário Soares, no Mosteiro dos Jerónimos. O velório é aberto ao público e decorre até à meia-noite.

Leonor Rodrigues
9 Janeiro, 201711:55
key “É um dia de imensa perda”
Fernando Medina, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, recorda Mário Soares como um homem de coragem e tolerante e afirma que o momento é de “imensa perda para o país”.
Medina diz ainda que “não há forma de agradecer” o que Mário Soares fez pela democracia em Portugal e que é graças a ele que hoje vivemos em liberdade.
Leonor Rodrigues
9 Janeiro, 201711:52

A urna do antigo Presidente da República já saiu dos Paços do Concelho. O cortejo segue para agora para o Mosteiro dos Jerónimos. A chegada está prevista para as 13h00.

A aguardar a chegada do corpo de Soares estão 130 militares da GNR que vão prestar homenagem ao socialista.
Leonor Rodrigues
9 Janeiro, 201711:44

A Guarda Nacional Republicana está neste momento a transportar as insígnias de Mário Soares. O corpo segue agora para o Mosteiro dos Jerónimos, onde vai ser velado.

Leonor Rodrigues
9 Janeiro, 201711:38

Carro funerário com o carro de Mário Soares já chegou à Câmara Municipal de Lisboa onde será prestada uma homenagem ao antigo Presidente da República.

É nos Paços do Concelho que será feita a transladação da urna do carro funerário para o armão.
Paulo Moutinho
9 Janeiro, 201711:26

key Cortejo fúnebre partiu da casa de Mário Soares

O cortejo fúnebre de Mário Soares arrancou da casa do ex-Presidente da República, seguindo agora em direção ao Marquês de Pombal, de pois de passar por centenas de pessoas no percurso feita pela lateral da Avenida da República rumo ao Saldanha, em Lisboa.
O carro funerário chegou cerca das 11h00, à sua residência em Lisboa onde permaneceu cerca de cinco minutos, tendo arrancado depois para o cortejo que percorrerá as principais ruas do centro de Lisboa.
Entre as paragens previstas estão a Câmara Municipal de Lisboa, onde fará uma breve paragem. O corpo ficará em câmara ardente na Sala dos Azulejos do Claustro dos Mosteiro dos Jerónimos.
Paulo Moutinho
8 Janeiro, 201717:41
Trânsito condicionado em várias artérias de Lisboa na segunda e na terça-feira
O cortejo fúnebre passará na segunda-feira pela residência de Mário Soares, no Campo Grande, em Lisboa, pelas 11:00, seguindo pelas ruas centrais da capital até à Câmara Municipal de Lisboa, onde fará uma breve paragem, em direção ao Mosteiro dos Jerónimos.
O corpo ficará em câmara ardente na Sala dos Azulejos do Claustro dos Mosteiro dos Jerónimos, desde cerca das 13:00 até à meia-noite de segunda-feira e na terça-feira até ao final da manhã, entre as 08:00 e as 11:00, estando o local aberto a todos os cidadãos.
Alberto Teixeira
8 Janeiro, 201717:33

Ramalho Eanes: “Soares tem o direito ao reconhecimento da Pátria”

Num curta declaração, o general Ramalho Eanes reconheceu a “determinação, coragem e persistência” como principais traços da ação política de Mário Soares. Afirmou ainda que o antigo Presidente da República “tem o direito ao reconhecimento da Pátria, tem o direito a ocupar um lugar de grande relevância” na História do país.

Eanes lembrou a “ação de relevo” de Soares, “de primordial importância na consolidação de uma democracia moderna” e na condução de Portugal à comunidade europeia.

Alberto Teixeira
8 Janeiro, 201716:17
Antigo Presidente brasileiro recorda “líder inspirador que ajudou país a sair do obscurantismo”

O antigo Presidente do Brasil Fernando Henrique Cardoso escreveu hoje no jornal O Globo que “Portugal perdeu o líder inspirador que ajudou o país a sair do obscurantismo político para entrar no mundo da democracia e das liberdades”.

O político brasileiro, que era amigo pessoal de Mário Soares e até publicou um livro com ele chamado “Mundo em Português”, ressaltou na coluna que assina no jornal O Globo: “Vi-o, já Presidente, em suas viagens administrativas, daquela feita em Coimbra. Senti na ocasião o quanto um líder sincero pode exercer o poder com naturalidade e receber o respeito de seu povo”.
“Escrevemos juntos, dialogamos por décadas, eventualmente discrepamos, nunca perdemos a amizade, e eu, a admiração por ele“, completou.
Alberto Teixeira
8 Janeiro, 201715:32

Manuel Alegre: Soares era um “homem de fibra, otimista e voluntarioso”

Manuel Alegre descreveu Mário Soares como um “homem de fibra, otimista e voluntarioso”, que acreditava sempre na vitória, mesmo quando as sondagens eleitorais estavam muito baixas.
Era um otimista e tinha uma grande alegria“, relatou Manuel Alegre, em entrevista à RTP, confidenciando que Soares gostava de literatura e de pintura e era amigo de “muitos escritores e poetas”.
Alberto Teixeira
8 Janeiro, 201715:10
MPLA recorda “insigne figura da vida política portuguesa”
A posição está expressa numa curta nota de condolências do Bureau Político do Comité Central do MPLA, liderado pelo também chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, sobre a morte do antigo Presidente português.
“Neste momento de dor e de luto, o Bureau Político do Comité Central do MPLA inclina-se perante a memória do doutor Mário Soares e, em nome dos militantes, simpatizantes e amigos do partido, endereça ao Partido Socialista de Portugal e, através deste, à família enlutada as suas mais sentidas condolências”, lê-se na mesma nota.
Lusa
Alberto Teixeira
8 Janeiro, 201714:31

key Costa: Soares foi um homem de consensos mas também de rutura

O primeiro-ministro explicou hoje em Bangalore, Índia, que não vai marcar presença no funeral de Mário Soares por se encontrar em visita oficial de Estado e “há regras que têm de ser cumpridas“. “Estou certo que Mário Soares faria exatamente o mesmo”, disse António Costa.

Na sua declaração, o primeiro-ministro fez questão de lembrar que Mário Soares foi sempre um homem de consensos, mas que também fez ruturas.

Alberto Teixeira
8 Janeiro, 201714:19
Presidente do Brasil desloca-se a Lisboa para o funeral
O Presidente do Brasil, Michel Temer, estará presente no funeral do antigo chefe de Estado português Mário Soares, revelou hoje a ministra da Presidência.
Maria Manuel Leitão Marques falava informalmente com os jornalistas na sede nacional do PS, em Lisboa, tendo adiantado que em breve serão conhecidas as personalidades internacionais que estarão presentes nas cerimónias fúnebres em honra de Mário Soares, falecido no sábado, aos 92 anos.
O Presidente do Brasil, Michel Temer, lamentou no sábado a morte do ex-chefe de Estado português frisando que o mundo perdeu um estadista e um defensor da democracia.

Lusa

Alberto Teixeira
8 Janeiro, 201713:17
Passos Coelho foi à sede do PS escrever no livro de condolências
O presidente do PSD esteve hoje de manhã na sede do PS, em Lisboa, a deixar uma mensagem de condolências pela morte de Mário Soares, e não prestou declarações aos jornalistas.
Acompanhado pelo secretário-geral do PSD, José Matos Rosa, Passos Coelho assinou um dos livros de condolências que o PS disponibiliza para os interessados deixarem uma mensagem de pesar pelo falecimento do antigo chefe de Estado e fundador do Partido Socialista.
A delegação do PSD foi recebida no Largo do Rato, na sede nacional do PS, pela secretária-geral adjunta do partido, Ana Catarina Mendes.
A sede nacional do PS abriu hoje pelas 10:00 para receber personalidades do partido e anónimos cidadãos que queiram prestar homenagem a Soares, falecido no sábado, aos 92 anos.

Lusa
Alberto Teixeira
8 Janeiro, 201712:26
Vasco Lourenço recorda papel de Mário Soares na construção de Abril
O presidente da Associação 25 de Abril, Vasco Lourenço, lamentou a morte de Mário Soares, que classificou como “um dos maiores lutadores que ajudaram a criar as condições para que os «capitães» pudessem realizar Abril”.
Portugal perdeu um dos seus principais cidadãos, um lutador intemerato e incansável pela liberdade, pela democracia, pela justiça, pela igualdade, pela paz, pela solidariedade, isto é, pelos direitos humanos”, escreve Vasco Lourenço na página da rede social Facebook da associação a que preside.
Para Vasco Lourenço, “a Europa perdeu o principal obreiro da adesão de Portugal à União Europeia, tal como a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa vê partir quem, depois de ter contribuído decisivamente para o fim do colonialismo e para a consumação das independências, foi o grande impulsionador da organização que esses oito países construíram”.
Lusa
Alberto Teixeira
8 Janeiro, 201711:50
Presidente Conselho Europeu destaca papel essencial na adesão à UE
O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, manifestou-se “profundamente sentido” com a morte de Mário Soares, destacando o seu “papel essencial” na consolidação da democracia portuguesa e “como impulsionador da adesão de Portugal” à União Europeia.
Numa mensagem de condolências enviada ao primeiro-ministro, António Costa, e que pede que seja estendida à família de Mário Soares e ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o presidente do Conselho Europeu aponta que ficou “profundamente sentido ao tomar conhecimento do falecimento de Mário Soares”, sendo este o momento de lamentar a sua perda e “refletir sobre a sua vida política”.
“Recordo o papel essencial que Mário Soares desempenhou na consolidação da democracia portuguesa – enquanto primeiro chefe de governo constitucionalmente eleito, e Presidente da República – e como impulsionador da adesão de Portugal às Comunidades Europeias”, escreve Tusk na mensagem enviada hoje a António Costa e divulgada em Bruxelas.
Lusa
Alberto Teixeira
8 Janeiro, 201711:31
Sociais-democratas alemães recordam “um amigo especial da Alemanha”
O líder do Partido Social-Democrata alemão (SPD) apresentou condolências à família do “democrata convicto e europeísta empenhado” Mário Soares, que morreu no sábado, destacando a amizade especial entre o antigo Presidente da República e a Alemanha.
Mário Soares foi sempre um amigo especial da Alemanha e do meu partido, o SPD. A sua amizade extraordinária com Willy Brandt, bem como a criação do Partido Socialista Português em 1973 na Academia da Fundação Friedrich Ebert em Bad Münstereifel, concederam um estatuto especial à amizade e parceria entre o SPD e o PS, que persiste até hoje”, disse Sigmar Gabriel em comunicado divulgado pelo SPD.
O vice-chanceler e líder dos sociais-democratas alemães lembrou Mário Soares “como democrata convicto e europeísta empenhado“, acrescentando que “mais do que nunca”, é um dever defender o seu legado de uma Europa unida em paz e liberdade, “contra o populismo e o nacionalismo”.
Lusa
Alberto Teixeira
8 Janeiro, 201711:16

Maria de Belém: “Mário Soares é história”

Para a Maria de Belém, antiga presidente do PS, Mário Soares teve “uma vida marcante”, sendo a “figura mais marcante do século XX”. “Mário Soares teve uma presença marcante pela positiva. Viveu tudo com grande intensidade. Foi um protagonista maior, marcou a história. Ele é história“, frisou a dirigente socialista à saída da sede do PS, no Largo do Rato.

Maria de Belém recordou os momentos intensos que o antigo Presidente da República viveu durante toda a sua vida, alguns dos quais teve a oportunidade de partilhar com Soares.
“Teve uma vida intensa antes do 25 de abril, mas também uma vida muito marcante após o 25 de abril. Recordo a grande intensidade do 1º de maio, o comício da Alameda… tinha 20 e poucos anos e lutávamos pela demoracia. Vivíamos muito intensamente essa luta, nem dormíamos“, lembrou.
Alberto Teixeira
8 Janeiro, 201710:18
Existência de Timor-Leste como Estado e Nação é testamento da grandiosidade de Mário Soares, diz primeiro-ministro timorense
A morte de Mário Soares representa a perda de um dos “melhores amigos e defensores de Timor-Leste” e um dos líderes que mais apoiou a luta pela independência, disse à Lusa o primeiro-ministro timorense.
“Timor-Leste perdeu um dos seus melhores amigos e defensores. Paz à sua alma e as mais sentidas condolências à família e ao povo português”, disse Rui Maria de Araújo.
“Lamentamos a sua partida, mas a existência de Timor-Leste como Estado e Nação é testamento da grandiosidade de Mário Soares que desde os momentos mais difíceis da luta pela autodeterminação de Timor-Leste na década dos oitenta soube ser solidário e defensor dos direitos do povo maubere”, sublinhou.
O Presidente da República timorense, Taur Matan Ruak, atribuiu no ano passado a Mário Soares o Grande Colar da “Ordem de Timor-Leste”, como “profundo reconhecimento” pela “solidariedade e apoio ativo” na luta pela independência.
Lusa
Alberto Teixeira
8 Janeiro, 201710:12
O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, interrompe esta noite a visita de Estado à Índia e regressa a Portugal para estar presente nas cerimónias fúnebres do antigo Presidente da República Mário Soares.
O corpo do antigo Presidente da República Mário Soares, que faleceu no sábado, aos 92 anos, vai estar em câmara ardente no Mosteiro dos Jerónimos a partir das 13:00 de segunda-feira e o funeral realiza-se a partir das 15:30 de terça-feira no Cemitério dos Prazeres, em Lisboa.
Ainda segundo fonte do Governo português, o regresso antecipado de Augusto Santos Silva a Portugal relaciona-se também com a esperada presença de representantes de países estrangeiros nas cerimónias fúnebres.
Lusa
Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201719:33
key Funeral de Mário Soares será terça-feira
Os pormenores finais das cerimónias do funeral do ex-Presidente da República ainda estão por definir mas o corpo de Mário Soares será velado, a partir de 2ª feira, na sala dos Azulejos do Mosteiro dos Jerónimos, adianta o Expresso.
Os detalhes serão fechados este sábado numa reunião onde estarão presentes a ministra da Presidência, Maria Manuel Leitão Marques, José Manuel dos Santos, ex-assessor de Soares, em representação da família, e representantes da Presidência da República, Presidência da Assembleia da República, câmara de Lisboa, PSP, GNR.
Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201719:28
Brasil: Mundo perde um estadista
O Presidente do Brasil, Michel Temer, lamentou hoje a morte do ex-chefe de Estado português Mário Soares, frisando que o mundo perdeu um estadista e um defensor da democracia.
“O mundo perde um estadista e um defensor da democracia e da liberdade. Meus sentimentos à família e ao povo português”, escreveu Temer numa publicação no Twitter.
O Presidente brasileiro disse ter recebido com tristeza a notícia da morte de Mário Soares, que classificou como uma “figura-chave do Portugal moderno, amigo do Brasil“.
Lusa
Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201719:26

“Cabo Verde perde um grande amigo”

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, disse hoje que com a morte de Mário Soares Portugal e o mundo perderam “uma grande referência da democracia e da liberdade” e Cabo Verde perdeu “um grande amigo“.
“Em primeiro lugar as minhas condolências à família enlutada, particularmente ao doutor João Soares. Portugal e o mundo perderam uma grande referência da democracia e da liberdade”, afirmou Ulisses Correia e Silva.
“Cabo Verde perde um grande amigo, um lutador nato, que esteve envolvido na história também de Cabo Verde, na luta que ele sempre travou pelos ideais da democracia”, prosseguiu o chefe do Governo cabo-verdiano.

Lusa

Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201719:24
Constâncio lamenta perda do “maior político português do século XX”
O antigo secretário-geral do Partido Socialista e atual vice-presidente do Banco Central Europeu, Vítor Constâncio, lamentou hoje a morte de Mário Soares como a perda do “maior político português do século XX”.
Constâncio sublinhou que “democracia e participação no projeto europeu foram as ideias mestras pelas quais se bateu toda uma vida e que felizmente (…) conseguiu realizar”, esperando “que o país lhe saiba agradecer devidamente”.
“Pessoalmente, sinto a sua perda como a de um amigo que marcou a minha vida e que assim sempre recordarei”, referiu Vítor Constâncio, que foi ministro das Finanças do então primeiro-ministro Mário Soares em 1978.
Lusa
Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201719:21
França perdeu “um amigo de sempre”
O Presidente francês, François Hollande, salientou que a democracia portuguesa perdeu “um dos seus heróis” e a França “um amigo de sempre”.
“Com o desaparecimento de Mário Soares, a democracia portuguesa perdeu um dos seus heróis, a Europa um dos seus grandes líderes e a França, que o acolheu no exílio durante a ditadura de Salazar, um amigo de sempre”, indicou um comunicado do Eliseu (sede da Presidência francesa) divulgado poucas horas depois do anúncio da morte do antigo chefe de Estado português.
Na mesma nota, a Presidência francesa lembra o percurso político e o papel de Mário Soares na construção do projeto europeu.
Lusa
Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201719:17
key Cavaco: “Portugal deve muito a Soares”
O antigo Presidente da República Cavaco Silva considera que o contributo de Mário Soares “foi decisivo para a defesa da liberdade e democracia em momentos conturbados da vida nacional”.
“Esteve na primeira linha, revelando coragem extraordinária, a favor de democracia pluralista. Portugal deve a Soares a visão estratégica da importância da adesão à União Europeia“, declarou Cavaco Silva.
“Nalguns momentos da vida política nacional, fui um adversário de Mário Soares. Mas isso não impediu que apoiasse a sua candidatura à Presidência da República e reconhecesse o seu contributo decisivo para a liberdade”, revelou ainda, lembrando o “verdadeiro animal político” que teve oportunidade de testemunhar.
“Todos os portugueses estão de luto. Portugal perdeu um dos maiores políticos do século 20. Portugal deve-lhe muito“, disse.
Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201719:05
“Pai do Portugal contemporâneo” e um “europeísta convicto”: a morte de Soares na imprensa internacional
No país vizinho, o antigo Presidente da República é lembrado como o “pai do Portugal contemporâneo” e um “europeísta convicto“. Nos EUA, o New York Times fala no “pujante líder socialista” que liderou Portugal rumo à democracia.
E em Moçambique recordam Soares como “o grande impulsionador das independências das antigas colónias de Portugal”.
Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201719:01
Rei espanhol lamenta morte de um dos grandes líderes portugueses e europeus
O rei Felipe VI de Espanha enviou ao Presidente da República portuguesa uma mensagem de pesar pela morte de Mário Soares, considerando que o papel na transição democrática fez dele “um dos grandes líderes portugueses e europeus” do século XX.
“A sua tarefa e legado político em Portugal e o seu papel decisivo no sucesso da transição democrática da sociedade portuguesa converteram-no num dos grandes líderes portugueses e europeus do último século”, lê-se na mensagem de Felipe VI para Marcelo Rebelo de Sousa.
O soberano e a rainha de Espanha expressam ainda o seu “apoio e carinho” à família de Mário Soares e “ao querido povo português” recordando momentos partilhados com os portugueses, conclui a mensagem.
Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201718:57

Martin Schulz: “Portugal e a Europa perdem grande estadista”

O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, considerou hoje que, “com a morte de Mário Soares, Portugal e a Europa perdem grande estadista” e “um “visionário”, cujo “legado vai perdurar”, pois o antigo Presidente da República é “uma inspiração”.

Em mensagens publicadas na sua conta de Twitter, o presidente do Parlamento Europeu aponta Soares como “um visionário, um pragmatista, um reformista, um lutador e um democrata”.

“Como progressista, Soares é mais que uma figura histórica: é uma inspiração. Promoveu a liberdade, a igualdade e a dignidade. O seu legado vai perdurar”, escreve Schulz.

Mariana de Araújo Barbosa
7 Janeiro, 201718:53

Reações de Espanha: PSOE considera que Soares foi “próximo, cúmplice e motivador”

“O Partido Socialista Operário Espanhol não poderá esquecer nunca o trato próximo, cúmplice e motivador que representou sempre Soares no nosso projeto democrático, primeiro, e na nossa incorporação na União Europeia, mais tarde”, escreve a atual direção provisória dos socialistas espanhóis numa mensagem “em nome de todos os socialistas espanhóis”.

O PSOE sublinha que Mário Soares foi “uma figura histórica que transcende as ideologias” com um legado que deve ser conservado “neste momento em que os populismos ameaçam”.

Mário Soares “é um exemplo de entrega e luta pela liberdade, primeira em plena ditadura de António Salazar e depois como ativo artífice da democracia Lusa e do Partido Socialista português”, de acordo com o comunicado de imprensa, citado pela agência Lusa.

Mariana de Araújo Barbosa
7 Janeiro, 201718:51
Carlos Moedas: Soares é “um dos raros portugueses do Portugal contemporâneo (…) que foi um cidadão do mundo”

Carlos Moedas reagiu também via Facebook: “É um dos raros portugueses do Portugal contemporâneo de quem se pode dizer, realmente, que foi um cidadão do mundo. Sobre a vida e obra de Mário Soares está quase tudo dito e escrito. Falta acrescentar que ele se soube transcender a si próprio, ao seu país, e ao seu combate político, para figurar entre os grandes da História da Humanidade.”, escreveu o comissário europeu.

Mariana de Araújo Barbosa
7 Janeiro, 201718:48

key José Sócrates relembra “líder que inspirou e motivou”

“Teve uma vida política tão rica (…) Ele tinha enquanto dirigente político um carisma enquanto combatente (…) e regressou como vencedor no 25 de abril. Ele foi um dirigente político capaz de concórdia e reconciliação”, disse José Socrates, ex-lider socialista, em declarações à Sic Notícias.

“Mário Soares foi um dos mais influentes políticos portugueses e europeus do século XX. Foi um grande dirigente poítico português e europeu”, acrescentou.
“Ninguém como eu está em condições de dizer que Soares era um grande companheiro político e grande amigo. Bom companheiro, homem de espírito, e também por isso tinha muitos amigos. E isso tudo fez dele um homem excecional. Fez a carreira sempre com base no risco. Destacava-se porque se levantava quando ninguém sabia o que fazer e os outros se deixavam condicionar pelo medo ou falta de coragem Ele nunca quis agradar a todos mas lutar no que acreditava”, disse Sócrates.
Mariana de Araújo Barbosa
7 Janeiro, 201718:42

Adriano Moreira: Foi um dos “principais vencedores do triunfo da atual democracia”

O antigo líder do CDS-PP Adriano Moreira recordou hoje o antigo Presidente da República Mário Soares como um homem “inteiramente coerente antes e depois do 25 de Abril”, considerando-o um dos principais vencedores do triunfo da atual democracia.

“Depois do 25 de Abril, Portugal foi objeto de duas orientações, uma delas dominada sobretudo pelo Doutor Cunhal e a outra pela orientação da democracia em que hoje vivemos. Esta orientação foi vencedora e entre os vencedores um dos principais, ao lado do general Eanes, foi o doutor Mário Soares”, disse.

Mariana de Araújo Barbosa
7 Janeiro, 201718:39
Soares é fixe. Até sempre Mário Soares“, disse Ana Catarina Mendes, na sede do PS, em nome de todos os socialistas.
Mariana de Araújo Barbosa
7 Janeiro, 201718:37

Lula da Silva recorda “um dos grandes homens do século XX”

“Mário Soares foi um dos grandes homens públicos do século XX, não só de Portugal, mas da Europa e do mundo”, disse hoje o ex-Presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva.

Numa publicação divulgada na sua página pessoal no Facebook, o ex-Presidente brasileiro recordou Mário Soares, que morreu hoje aos 92 anos, como “um homem comprometido durante toda a sua vida com as ideias do socialismo democrático e a construção de um mundo mais justo“.

Lula da Silva lembrou a luta pela liberdade prosseguida pelo líder português, que se posicionou contra o fascismo e contra a ditadura em Portugal.

“Sempre defendeu e trabalhou pela cooperação e intercâmbio entre Brasil e Portugal, aproximando nossas nações. Sempre esteve, mesmo nas horas mais difíceis, do lado certo da história”, acentuou.

Estivemos juntos pela última vez em 2014, celebrando os 40 anos da Revolução dos Cravos, que restaurou a democracia na nação que amava tanto”, frisou ex-chefe de Estado brasileiro.

Mariana de Araújo Barbosa
7 Janeiro, 201718:34

Fernando Medina: “Não há palavras para agradecer tudo o que ele [Mário Soares] nos deixa.”

“Mário Soares foi uma personalidade maior na nossa vida e na nossa história. Não há palavras para agradecer tudo o que ele nos deixa”, reagiu Fernando Medina.
“Podemos continuar a lutar pela liberdade, democracia, tolerância, ambição de justiça e desenvolvimento”, disse o presidente da Câmara de Lisboa, acrescentando que é uma grande “responsabilidade” continuar o legado que começou.
Mariana de Araújo Barbosa
7 Janeiro, 201718:31
Maria Manuel Leitão Marques: “Espero que algumas das histórias tenham ficado escritas, fazem parte da história do país.”

Maria Manuel Leitão Marques, ministra da Presidência, falou aos jornalistas à saída do Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa: “Guardo a imagem da liberdade mas guardo também a imagem do empenhamento social. O dr. Mário Soares sempre foi um verdadeiro social democrata“.
Mariana de Araújo Barbosa
7 Janeiro, 201718:23

PCP lembra passado antifascista e destaca profundas divergências

Numa curta declaração na sede nacional do PCP, Lisboa, José Capucho, membro do Secretariado do Comité Central comunista, começou por dizer que já transmitiu “diretamente ao Partido Socialista e à família” as condolências pelo falecimento de Mário Soares.
José Capucho lembrou o antigo Presidente da República como “personalidade relevante da vida política nacional ” e como “participante no combate à ditadura fascista”, evocando o seu papel no “apoio aos presos políticos”.
“Lembrando o seu passado de antifascista, o PCP regista as profundas e conhecidas divergências que marcaram as relações do PCP com o dr. Mário Soares, designadamente pelo seu papel destacado no combate ao rumo emancipador da Revolução de Abril e às suas conquistas, incluindo a soberania nacional”, afirmou o dirigente comunista.
Mariana de Araújo Barbosa
7 Janeiro, 201718:10

Catarina Martins recorda defesa de Portugal contra a troika

A coordenadora do BE, Catarina Martins, lembrou hoje “com gratidão o homem que mandou a idade e o conforto às malvas para se levantar na Aula Magna, com toda a esquerda, na defesa do país contra a ‘troika'”.

“Homenagear Mário Soares como escolheu ser retratado, por Júlio Pomar. O homem com tantas vidas como a nossa democracia. Contraditório, certamente. E sem esquecer nada, digo-vos que hoje escolho recordar com gratidão o homem que mandou a idade e o conforto às malvas para se levantar na Aula Magna, com toda a esquerda, na defesa do país contra a ‘troika’”, lê-se numa mensagem publicada numa rede social.
Mariana de Araújo Barbosa
7 Janeiro, 201718:01

Freitas do Amaral lamenta morte do “Patriarca da Democracia”

O ex-líder do CDS e candidato a Belém Diogo Freitas do Amaral lamentou hoje a morte do antigo Presidente da República Mário Soares que classificou de “Patriarca da Democracia”.

“Morreu o ‘Patriarca da Democracia’. Ninguém a encarnou melhor do que ele, antes e depois de 1974. À doutora Isabel Soares e ao doutor João Soares, nossos bons amigos, a minha mulher e eu enviamos as nossas mais sinceras condolências”, escreveu o ex-vice-primeiro-ministro e titular dos Negócios Estrangeiros, numa declaração enviada à Lusa.

Na mesma nota, Freitas do Amaral evidenciou: “Todos os Portugueses podem estar certos de uma coisa: Mário Soares não será esquecido; e quem não esquece, não morre”.

Mariana de Araújo Barbosa
7 Janeiro, 201717:57

Morte de Mário Soares na imprensa internacional:

Mariana de Araújo Barbosa
7 Janeiro, 201717:55

Sampaio da Nóvoa também já reagiu à morte do ex-Presidente da República:

“Foi uma força de vida. Mário Soares é a grande referência portuguesa do último meio século. Quando pensamos em Mário Soares pensamos em liberdade. Soube bater-se pela liberdade do país, pela nossa liberdade, em momentos difíceis, e esteve sempre do lado correto. Sem Mário Soares seríamos um país muito diferente“.

Mariana de Araújo Barbosa
7 Janeiro, 201717:52

Ferro Rodrigues: “Morreu o militante número 1 da democracia portuguesa”

O presidente da Assembleia da República lembrou Mário Soares como um “héroi” de Portugal e como “militante número 1 da democracia portuguesa”.
“Nem sempre estivemos de acordo com ele. Mas a história mostrou que ele teve sempre razão. Teve razão antes do 25 de abril. Teve razão antes da queda do muro de Berlim. Teve razão antes da crise financeira que tivemos por causa do neoliberalismo brutal a que assistismos”, disse Ferro Rodrigues.
“‘Soares é fixe’ vai perdurar por muitos anos“, finalizou o dirigente socialista.
Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201717:50

O presidente do Governo de Espanha, Mariano Rajoy, enviou os seus pêsames ao povo português e à família de Mário Soares, considerando o ex-Presidente um grande europeísta e figura decisiva na democracia portuguesa.

“Os meus sentidos pêsames ao povo português e à família de Mário Soares, grande europeísta e homem decisivo na democracia lusa”, escreveu Rajoy na sua conta da rede social Twitter.
Mariana de Araújo Barbosa
7 Janeiro, 201717:47

Passos Coelho evoca “grande democrata” e “político polémico”

O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, lamentou hoje a morte do antigo Presidente da República, que classificou como “um grande democrata” e “um político polémico”.

É um dia triste para todos os portugueses“, referiu Passos Coelho, à margem de uma visita à Santa Casa da Misericórdia de Barcelos.

Para Passos Coelho, “será impossível” escrever a História de Portugal das últimas dezenas de anos “sem nelas encontrar referências múltiplas à intervenção política de Soares, em muitas ocasiões decisiva”.

Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201717:42

Sampaio: Morte de Mário Soares é “perda para Portugal e Europa”

Para Jorge Sampaio, a morte de Mário Soares “é um momento de profunda perda para Portugal e para a Europa“, lembrando que foi ele o grande construtor a entrada do país na comunidade europeia. Sampaio recorda Soares como homem de “extraordinária capacidade de luta”.

“O que mais impressionava era essa resiliência, capacidade de resistência e de enorme amor à vida“, declarou este sábado Jorge Sampaio.

Surpreendeu a sua extraordinária capacidade de luta desde muito jovem. Esteve sempre na primeira linha”, referiu o antigo chefe de Estado.

Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201717:31

António Guterres: “Mário Soares foi a figura central na nova democracia portuguesa”

O secretário-geral da ONU, o português António Guterres, recordou Mário Soares como o líder da democracia portuguesa, destacando a sua luta pela liberdade em Portugal. “Foi a figura central na nova democracia portuguesa”, disse Guterres em declarações citadas pela Sic Notícias.

Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201717:22

Juncker: “O meu amigo Mário nunca virou a cara à luta”

Jean-Claude Juncker também já reagiu à morte de Mário Soares. Numa declaração oficial, o presidente da Comissão Europeia refere que “foi com grande consternação” que recebeu a notícia: “A vida de Mário Soares confunde-se com a história recente de Portugal e com episódios marcantes do processo de construção da União Europeia”, sublinha.

Juncker frisa que o ex-Presidente da República “contribuiu para tornar irreversível um processo de democratização que alastraria pelo Sul da Europa”, pondo Portugal, Espanha e Grécia “no caminho da adesão ao projeto europeu”.

“O meu amigo Mário nunca virou a cara à luta e às responsabilidades de um democrata. Foi assim naqueles anos difíceis quando a democracia se estabeleceu, com dificuldades, mas com sucesso”, diz.

Para Juncker, Mário Soares “desempenhou com dinamismo e visão todas as funções que lhe foram confiadas pelo povo português” e “contribuindo decisivamente para tornar Portugal num membro indispensável da família europeia”, garante.

E termina: “Orgulhosamente português, orgulhosamente europeu, com o seu desaparecimento, Portugal e a Europa perdem um pouco de si.”

Recorde-se que Jean-Claude Juncker teve uma visita oficial a Lisboa marcada para esta semana. No entanto, as más condições atmosféricas, nomeadamente o nevoeiro, levaram o líder europeu a optar por cancelar a viagem.

7 Janeiro, 201717:16
CDS-PP destaca “papel único na definição do Portugal democrático Europeu”

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, lamentou hoje a morte do antigo Presidente da República Mário Soares, destacando o seu “papel único na definição do Portugal Democrático Europeu”.

“Em muitas alturas, o CDS teve grandes divergências políticas com o dr. Mário Soares, mas não esquecemos o seu papel fundador no Portugal Democrático, especialmente no difícil período revolucionário em que se opôs à hegemonia política e totalitária – e em que, tendo vencido, ajudou a democracia a vencer e a ser consolidada em Portugal”, assinalou Assunção Cristas, numa nota enviada à Lusa.
Falando em nome do partido, Cristas apresentou “sentidas condolências” à família e amigos do antigo Presidente da República.

Lusa

Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201717:07
Carlos César: “Morreu um guardião da democracia”
O presidente do Partido Socialista, Carlos César, afirmou que o ex-chefe de Estado Mário Soares, que hoje morreu, foi “um guardião da democracia“, e considerou este um “dia triste” para o partido e para a memória coletiva do país.
“Não morreu um dirigente socialista, mas um grande português, um obreiro das liberdades, um guardião da democracia“, afirmou à agência Lusa Carlos César, referindo que, “por isso, todos os portugueses, independentemente da sua condição partidária, estarão, certamente, associados neste momento numa manifestação coletiva de pesar e numa homenagem à memória de luta e à memória de concretização que representou a atuação política de Mário Soares e o seu comportamento físico ao longo destas últimas décadas”.
Lusa
Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201717:03

key Minutos antes da declaração de António Costa, discursou o Presidente da República a partir do Palácio de Belém.

“No que era decisivo, Mário Soares era sempre vencedor“, disse Marcelo Rebelo de Sousa numa curta declaração, convocando o país a fazer junto de Mário Soares o “inspirador último combate: o combate pela duradoura justiça; o combate pela imortalidade do seu legado“.
Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201716:59

key key Costa decreta três dias de luto nacional
A partir de Nova Deli, na Índia, o primeiro-ministro decretou três dias de luto nacional, adiantando que o funeral de Mário Soares vai merecer honras de funeral de Estado.

“Perdemos hoje o rosto e voz da nossa liberdade”, começou por dizer António Costa. “Mário Soares bateu-se pela liberdade contra a ditadura e sofreu com a prisão. E continuou a bater-se pela liberdade já após o fim da ditadura. Devemos-lhe o fim do colonialismo e a oção europeia”, referiu.
“Estamos eternamente gratos. É a perda de alguém insubstituível”, disse ainda António Costa, que não vai marcar presença no funeral de Mário Soares por se encontrar em visita oficial de Estado à Índia.
Alberto Teixeira
7 Janeiro, 201716:53

Boa tarde.

Começamos agora o live blogue para acompanhar as reações à morte de Mário Soares.

Alberto Teixeira
PUB

Comentários ({{ total }})

O Adeus a Mário Soares

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião