Revista de imprensa internacional

Espanha cumpre a meta do défice pela primeira vez em seis anos, Obama prepara sanções à Rússia, a Airbus volta a reduzir a produção, e outras três notícias que marcam a atualidade.

Nos Estados Unidos, escreve o Washington Post, Obama prepara sanções à Rússia por ter interferido para ajudar a eleger Donald Trump — eleição essa que contribuiu para que as maiores fortunas do mundo aumentassem em 237 mil milhões, segundo a Bloomberg. Espanha vai cumprir a meta europeia do défice, o que já não acontecia desde 2010, e em França regista-se uma maior pressão migratória. Leia aqui as seis notícias que marcam a atualidade mundial esta quarta-feira.

Bloomberg

Vitórias populistas em 2016 renderam 237 mil milhões aos mais ricos

A vitória do Brexit em referendo e a eleição de Donald Trump para a Casa Branca viram as maiores fortunas do planeta crescer 237 mil milhões de dólares em 2016 (226 mil milhões de euros), visto que os investidores souberam aproveitar a volatilidade dos mercados e apostar em títulos de risco. Warren Buffett liderou os ganhos: após a vitória de Trump, a empresa Berkshire Hathaway do multimilionário viu as suas holdings na aviação e na banca disparar. Leia a notícia completa na Bloomberg. (Conteúdo em inglês / Acesso gratuito)

The Washington Post

Obama vai anunciar sanções à Rússia por interferir nas eleições

A interferência da Rússia nas eleições norte-americanas para favorecer Donald Trump vai traduzir-se em sanções económicas e censura diplomática. A administração de Barack Obama está a finalizar os pormenores deste pacote de sanções, mas deverá incluir também uma alteração de uma ordem executiva presidencial de 2015 que permite ao presidente reagir a ciberataques de forças estrangeiras — mas que não incluía, à data, ataques usados para influenciar o sistema eleitoral. Leia a notícia completa no Washington Post. (Conteúdo em inglês / Acesso pago)

El Economista

Espanha vai cumprir meta de défice da UE pela primeira vez desde 2010

Há seis anos que não acontecia: a Espanha vai cumprir a meta do défice definida pela União Europeia, apesar de um mau mês de novembro. A meta de 4,6% permanece acima dos limites do Banco Central Europeu, mas foi definida tendo em conta o longo período que Espanha passou sem um governo eleito em 2016. Leia a notícia completa no El Economista. (Conteúdo em espanhol / Acesso gratuito)

Kathimerini

Gás natural é a “chave” da reunificação do Chipre

A descoberta de gás natural é um incentivo para a Turquia apoiar que o Chipre se torne numa república federal, em vez de continuar dividido entre o lado sul, o Chipre grego, e o pequeno país sem reconhecimento internacional exceto o turco que ocupa o terço norte da ilha mediterrânica. Numa entrevista com o jornal grego Kathimerini, o presidente cipriota Nicos Anastasiades mostrou-se otimista relativamente às negociações do próximo ano. Leia a entrevista completa no Kathimerini. (Conteúdo em inglês / Acesso gratuito)

The Wall Street Journal

Airbus volta a cortar produção do A380

É a segunda vez este ano que a Airbus reduz os seus planos de produção do seu avião icónico A380, e a história pode não ficar por aqui, com a empresa a enfrentar a possibilidade de voltar a perder dinheiro com o jato em 2017. Tal como a sua principal rival, a Boeing, a Airbus não tem encontrado muita procura para os seus maiores aviões: vai entregar apenas seis entre 2017 e 2018 e outros seis entre 2018 e 2019. Leia a notícia completa no Wall Street Journal. (Conteúdo em inglês / Acesso pago)

Le Figaro

Pressão migratória em França aumentou em 2016

Mais de 90 mil novos pedidos de asilo foram registados em França em 2016, com a grande maioria dos requisitantes a afirmar que querem definitivamente permanecer no país. A subida é de 10% relativamente ao ano anterior. Cerca de 25% dos pedidos recebidos são reorientados para o país onde deram primeiro entrada na União Europeia — o procedimento de Dublin — o que faz com que muitos candidatos não passem pelo serviço francês de proteção dos refugiados e apátridas. Leia a notícia completa no Le Figaro. (Conteúdo em francês / Acesso gratuito)

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião