Portugal no topo da inflação europeia em outubro

Tal como em Portugal, foram os restaurantes e os cafés a puxar pela inflação da Zona Euro. Portugal foi o terceiro país com a taxa de inflação maior na União Europeia, empatado com três países.

Portugal apresentou uma taxa de inflação anual de 1,1%, até outubro, empatando com a Letónia, Hungria e Suécia. Com maior inflação só a Áustria com 1,4% e a Bélgica com 1,9%. A média de inflação da Zona Euro, tal como da União Europeia situou-se nos 0,5%, divulgou esta quinta-feira o Eurostat.

Este valor de Portugal compara com o mesmo período do ano anterior e é o índice harmonizado e preços no consumidor, que permite comparar a evolução dos preços com os restantes países da área do euro. Os dados do INE divulgados na semana passada mostravam que o maior contributo para a subida da inflação foi dado pela restauração e hotelaria.

A Zona Euro conseguiu um aumento de setembro para outubro de 0,4% para 0,5%, em comparação homóloga. O mesmo aconteceu à média da taxa de inflação anual, até outubro, dos países da União Europeia.

Comparação entre a inflação de Portugal e da Zona Euro

Fonte: Eurostat (Valores em percentagem)
Fonte: Eurostat (Valores em percentagem)

A prejudicar a meta de Mario Draghi, Presidente do Banco Central Europeu (BCE), de uma inflação perto de 2%, estão a Bulgária, Chipre, Irlanda, Croácia, Eslováquia e Itália. Estes seis países estão em deflação.

Se comparados com os números de setembro, a inflação anual desceu em seis Estados-membros, aumentou em vinte e um e permaneceu igual em apenas um país. Tal como aconteceu em Portugal, na Zona Euro a inflação aumentou graças aos “restaurantes e cafés (+0,07 pontos percentuais), rendas e tabaco (+0.04 pontos percentuais cada)”, referiu o Eurostat.

Editado por Paulo Moutinho

Comentários ({{ total }})

Portugal no topo da inflação europeia em outubro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião