Quem beneficia das novas regras das reformas antecipadas?