Trump cancela cimeira com a Coreia do Norte

A "hostilidade aberta" da Coreia do Norte levou Trump a cancelar a cimeira que estava marcada para junho.

Donald Trump cancelou a cimeira entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte, que estava marcada para o dia 12 de junho. O anúncio foi feito numa carta enviada a Kim Jong Un, publicada esta tarde na página oficial da Casa Branca.

Na carta dirigida ao seu homólogo norte-coreano, o presidente norte-americano começa por agradecer o “tempo, paciência e esforço” nas negociações dos últimos dias, para que a cimeira em Singapura se realizasse. Contudo, acusa a Coreia do Norte de ser hostil, impedindo a realização deste encontro.

“Fomos informados de que a reunião foi pedida pela Coreia do Norte, mas isso, para nós, é completamente irrelevante. Estava ansioso por me reunir consigo. Infelizmente, tendo em conta a tremenda raiva e a hostilidade aberta mostrada no vosso último comunicado, sinto que não é apropriado, neste momento, realizar esta reunião planeada há muito“, diz Trump diretamente a Kim Jong Un.

A decisão do presidente dos Estados Unidos é anunciada depois de a ministra norte-coreana das relações externas ter lançado novas ameaças sobre os norte-americanos. Em comunicado citado pela imprensa internacional, Choe Son Hui avisava que, se a cimeira entre os dois países não viesse a realizar-se, os Estados Unidos teriam de enfrentar a Coreia do Norte num “confronto nuclear”.

Perante estas ameaças, Trump declara que “a cimeira de Singapura, para o bem de ambas as partes, mas para prejuízo do mundo, não terá lugar”. E acrescenta: “Falam das vossas capacidades nucleares, mas as nossas são tão massivas e poderosas que rezo para que nunca tenham de ser usadas“.

"Falam das vossas capacidades nucleares, mas as nossas são tão massivas e poderosas que rezo para que nunca tenham de ser usadas.”

Donald Trump

Presidente dos Estados Unidos

Trump elogia ainda o “diálogo construído” entre os dois presidentes. “Um dia, espero conhecê-lo. Entretanto, quero agradecer-lhe pela libertação dos reféns que estão agora em casa com as suas famílias. Foi um gesto bonito e muito apreciado”.

E conclui: “Se mudar de ideias quanto a esta cimeira, não hesite em ligar ou escrever. O mundo, e a Coreia do Norte em particular, perdeu uma grande oportunidade de paz duradoura, grande prosperidade e riqueza. Esta oportunidade perdida é um momento verdadeiramente triste da história”.

Após este anúncio, as bolsas norte-americanas agravaram as quedas registadas logo na abertura da sessão desta quinta-feira. O industrial Dow Jones regista a maior queda, de 0,54%, seguido pelo índice de referência S&P 500, que perde 0,50%, e pelo tecnológico Nasdaq, a recuar 0,36%.

Notícia atualizada às 15h16 com mais informação.

Comentários ({{ total }})

Trump cancela cimeira com a Coreia do Norte

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião