Finanças libertam 430 milhões para Fundo de Resolução injetar no Novo Banco

  • ECO
  • 24 Maio 2018

O Ministério das Finanças já emprestou 430 milhões ao Fundo de Resolução para injetar no Novo Banco, um montante que fica abaixo do máximo previsto de 450 milhões de euros.

As Finanças emprestaram 430 milhões de euros ao Fundo de Resolução para injetar no Novo Banco, avança o Jornal de Negócios (acesso pago). A injeção fica abaixo dos 450 milhões que estavam previsto.

O banco liderado por o António Ramalho fechou 2017 com os maiores prejuízos da sua breve história, contabilizando perdas de 1,4 mil milhões de euros. Este valor recorde levou a instituição a acionar o mecanismo de capital contingente no valor de 792 milhões.

Quando os resultados foram anunciados, o Fundo de Resolução afirmou que o Estado emprestaria no máximo 450 milhões de euros, uma vez que as contribuições pagas pelo setor bancário seriam suficientes para cobrir o restante valor. Contudo, esta injeção acabou por ficar aquém do valor previsto.

Na passada sexta-feira, o secretário de Estado Adjunto, Ricardo Mourinho Félix, já tinha afirmado que esta injeção ficaria “concluída nos próximos dias”.

Comentários ({{ total }})

Finanças libertam 430 milhões para Fundo de Resolução injetar no Novo Banco

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião