Caderneta da CGD já é digital. Ao contrário da tradicional, é grátis

Paulo Macedo já tinha prometido, agora a caderneta digital é uma realidade. Consultar saldos e movimentos, e partilhar IBAN são as principais funcionalidades desta nova ferramenta que é gratuita.

Pouco mais de dois meses após o anúncio, a caderneta digital da Caixa Geral de Depósitos chegou. A app que vai permitir aos clientes do banco público substituírem a “velhinha” caderneta em papel por uma digital já está disponível para download. Uma das principais novidades desta nova ferramenta que já pode ser utilizada é o facto de a sua utilização não ter qualquer custo associado ao contrário da caderneta tradicional.

“O nosso projeto é, este ano, lançar a caderneta digital, para não quebrar um hábito, mas agora apresentada de uma nova forma”, dizia Paulo Macedo, presidente da CGD, a 7 de fevereiro, ocasião em que anunciou a criação desta nova ferramenta que tem como objetivo permitir que os mais de 300 mil clientes do banco público que têm caderneta em papel possam continuar a usar este tipo de ferramenta. De salientar que as novas regras de segurança impostas pela legislação europeia inviabilizam a utilização da atual caderneta, já a partir do próximo ano.

Para poderem aceder a esta nova ferramenta, os clientes da instituição financeira terão de descarregar a “Aplicação Caderneta”, que está disponível tanto para Android como IOS, e cujo download é gratuito. Grátis é também a atualização dos saldos nesta caderneta digital.

Esta é uma grande diferença quando comparada à tradicional caderneta, cuja respetiva atualização ao balcão custa um euro desde o início de maio do ano passado. A partir de maio deste ano, A CGD também vai passar a cobrar um euro por levantamentos ao balcão que sejam efetuados com este documento.

Até esta segunda-feira, mil utilizadores que utilizam Android já tinham feito o download da aplicação, número que ainda está bastante distante face aos 300 mil portugueses que dispõem de caderneta em papel da CGD.

O que se pode fazer com a caderneta digital

“A ‘Aplicação Caderneta’ é uma app que lhe permite consultar os movimentos das suas contas” começa por dizer a CGD no teto de descrição das características da aplicação que está agora disponível para download, acrescentando que esta “é um serviço que procura acrescentar à experiência do cliente com a caderneta física as mais-valias dos novos meios digitais”.

Depois de descarregarem a app, para poderem aceder às funcionalidades desta ferramenta, os utilizadores terão de inserir as credenciais de acesso ao serviço Caixadirecta (número de contrato e código de acesso) e poderão consultar movimentos, analisar consumos e partilhar IBAN no seu smartphone sempre que quiserem, com a maior segurança.

Com a “Aplicação Caderneta”, o objetivo é tornar “simples e fácil consultar saldos, validar movimentos” diz a CGD, sendo ainda possível incluir e gravar comentários, assim como obter ajuda telefónica com o Contact Center da CGD. Com esta app também possível analisar receitas e despesas associadas à conta bancária.

A segurança é precisamente um dos argumentos que torna incontornável a troca da tradicional caderneta por uma digital. “Através das funcionalidades do seu dispositivo – Impressão Digital ou Reconhecimento Facial – pode ainda aceder à aplicação de uma forma segura, sem necessitar de digitar o código de acesso“, descreve precisamente a CGD.

 

Comentários ({{ total }})

Caderneta da CGD já é digital. Ao contrário da tradicional, é grátis

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião