Santana Lopes: “Vou continuar a combater politicamente”

O ex-primeiro-ministro foi derrotado por Rui Rio nas eleições do PSD este sábado. No seu discurso de derrota garantiu que irá continuar a combater politicamente.

Rui Rio será o 18.º presidente do PSD. O candidato derrotado começou o seu discurso por gritar “PSD” e “PPD”, acompanhado pelos seus apoiantes que estavam em Lisboa. Pedro Santana Lopes assumiu a derrota, fez agradecimentos, deixou um pedido e felicitou o seu oponente. Mas deixou um aviso: tal como já tinha dito em 2005 que ia “andar por aí”, agora diz que vai continuar a “combater politicamente” em Portugal.

“Quero agradecer a vossa presença, saudar todos os militantes do PPD/PSD, todos os simpatizantes também e todos os que participaram nesta votação. Não temos ainda os números finais, mas já deu para ter falado ao Dr. Rui Rio e ter-lhe dado parabéns e desejado felicidades”, começou por dizer Pedro Santana Lopes, em declarações transmitidas pela RTP3. O candidato assumiu o resultado, assinalando que os militantes do PSD fizeram a sua escolha.

Santana Lopes disse estar “orgulhoso” da sua candidatura que classificou de “extraordinária” e “especialmente intensa”. Depois de uma longa salva de palmas, Santana Lopes disse que partiu tarde na campanha face ao seu opositor. “Mas para três meses fez-se um trabalho fantástico”, disse, referindo que Rio já vinha a preparar a sua candidatura há um ano.

“Espero que Portugal fique bem servido com esta escolha”, afirmou Santana Lopes, aceitando a decisão dos militantes. Santana Lopes disse ter procurado “colocar as questões de modo muito claro”. “Dei tudo para expor essas diferenças. Para as pessoas estarem conscientes do que seria um caminho e o outro caminho”, assinalou.

“A responsabilidade [da derrota] é naturalmente minha”, assumiu. Pedro Santana Lopes disse querer fazer uma análise detalhada dos resultados enquanto “politólogo humilde”. O candidato derrotado pediu para não haver tristeza — “demos tudo o que tínhamos”, argumentou, referindo que lutou por aquilo que acredita.

Pedro Santana Lopes aproveitou para deixar recados, afirmando que é necessário que os políticos estejam cada vez mais próximos dos cidadãos. E voltou a colocar a tónica no crescimento económico, tal como tinha feito durante a campanha, e na coesão territorial. “É o meu apelo principal que faço: olhem para o país todo, esse é o grande desígnio, é equilibrar o seu território. Portugal já perdeu muito tempo nessa matéria”, afirmou.

Esta é a segunda derrota de Pedro Santana Lopes em eleições internas no PSD. O ex-primeiro-ministro já tinha perdido eleições internas no PSD, em 2008, contra Manuela Ferreira Leite.

Comentários ({{ total }})

Santana Lopes: “Vou continuar a combater politicamente”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião