BCP acusa Banco de Portugal de distorcer concorrência e de “flagrante” violação da lei e das regras

Deu entrada na semana passada, no Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa, uma ação em que o Banco Comercial Português (BCP) acusa o Banco de Portugal, enquanto autoridade de resolução, de proceder à venda do Novo Banco de forma “ilegal e injusta”, recorrendo a um mecanismo de capitalização contingente que é “flagrantemente violador das regras … Continue a ler BCP acusa Banco de Portugal de distorcer concorrência e de “flagrante” violação da lei e das regras