Revista de imprensa internacional

  • ECO
  • 17 Agosto 2017

De Trump a May, passando pelas contas públicas no Brasil, o desemprego em França e mudanças laborais em Espanha. Conheça os destaques da imprensa internacional.

Na sequência da greve dos trabalhadores de segurança no aeroporto de Barcelona, o Governo espanhol já pensa em uniformizar as condições laborais destes profissionais. Em França, é a taxa de desemprego que ganha destaque enquanto o Reino Unido continua focado no Brexit. No Brasil, as contas públicas continuam no centro das atenções. E o presidente norte-americano continua nas bocas do mundo.

El Mundo

Governo espanhol quer uniformizar condições laborais dos trabalhadores de segurança

O Governo espanhol quer uniformizar as condições de trabalho dos trabalhadores de segurança em Espanha para evitar que se repitam situações como a greve recente que afetou o aeroporto de Barcelona. Para isso, será criado um grupo de trabalho com representantes das empresas e dos trabalhadores, para analisar as condições laborais e salariais no setor. O objetivo é desenhar um quadro geral para a negociação coletiva, que abarque todos os contratos relacionados com a Administração Pública, evitando que algumas empresas imponham as suas condições. Leia a notícia completa aqui [conteúdo em espanhol].

Le Figaro

Taxa de desemprego recua para níveis de 2012

É um dos destaques em França. A taxa de desemprego recuou para níveis de 2012, antes das eleições de François Hollande. Entre abril e junho, o desemprego recuou para 9,2% na França metropolitana e 9,5% contando com territórios ultramarinos. No entanto, os jovens (15-24 anos) não sentiram esta melhoria, já que a taxa aumentou para 22,7%. Leia mais aqui [conteúdo em francês].

The Guardian

Bush condenam antissemitismo e ódio

Depois das palavras de Donald Trump sobre os acontecimentos em Charlottesville, dois presidentes Bush condenam a intolerância racial. É esta a notícia que abre o site do britânico The Guardian. Os antigos presidentes norte-americanos pai e filho George Bush emitiram um comunicado na quarta-feira condenando a intolerância racial, o antissemitismo e o ódio. Em lado nenhum é mencionado o nome de Donald Trump mas as palavras surgem depois de o atual presidente dos EUA ter atribuído culpas aos “dois lados”, referindo-se à manifestação de supremacistas brancos que culminou na morte de uma pessoa. Leia mais aqui. [conteúdo em inglês/acesso gratuito]

Folha de S. Paulo

Aliados de Temer dificultam ajuste orçamental

No Brasil, são as contas públicas que continuam a ocupar as páginas de jornais. O Governo brasileiro vai pedir ao Congresso para aumentar o défice nos Orçamentos de 2017 e 2018 mas vai ter dificuldades. Os aliados na Comissão Mista de Orçamento (CMO), onde começa a tramitar a proposta de revisão, estão contra. Na origem desta irritação, diz a Folha de S. Paulo, está uma série de vetos do Presidente à Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2018. Leia mais aqui.

Reuters

 

Brexit: Reino Unido acredita que haverá progressões nas negociações em outubro

O Reino Unido acredita que fará “progressos suficientes” nas negociações com a União Europeia em torno do Brexit em outubro, para passar à próxima fase das conversações, afirmou o governo esta quinta-feira. Depois de um arranque lento, a Primeira-Ministra Theresa May quer que a discussão vá além do enfoque que a União Europeia tem dado a um acordo sobre o divórcio para passar a pensar como pode a nova relação funcionar. Veja a notícia aqui [conteúdo em inglês]

PUB

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião