Carrega Benfica. Empréstimo obrigacionista aumenta para 60 milhões

A SAD do Benfica aumentou para os 60 milhões de euros o montante do empréstimo obrigacionista. Paga uma taxa de 4% durante três anos.

A SAD do Benfica aumentou dos 50 milhões para os 60 milhões de euros o montante máximo do empréstimo obrigacionista denominado “Benfica SAD 2017-2020”, em reflexo da forte procura por esta emissão que oferece uma taxa de juro de 4% nos próximos três anos.

O período de subscrição arrancou no dia 4 de abril e só termina no dia 20. Mas, devido ao elevado volume de ordens recebidas, os responsáveis encarnados decidiram aumentar em 20% (ou 10 milhões de euros) do valor global da oferta, segundo comunicou a SAD encarnada à CMVM. Tinha até hoje para o fazer.

No mesmo comunicado, a sociedade desportiva indica que esta operação de financiamento deverá ter um custo de 1,97 milhões de euros para os cofres encarnados, “incluindo comissões de organização e montagem” a pagar aos coordenadores e colocadores da operação.

A oferta de obrigações destina-se ao público em geral, “desde que os potenciais investidores sejam pessoas singulares ou coletivas residentes ou com estabelecimento em Portugal”. Ainda assim, diziam os encarnados no prospeto inicial, “o mercado alvo da Benfica SAD inclui, para além dos respetivos acionistas, os sócios e simpatizantes do Benfica”.

Este é o sétimo empréstimo obrigacionista realizado pela SAD do Benfica. Segundo o administrador financeiro do clube, a operação visa reduzir a exposição da sociedade à banca portuguesa. “É uma fonte de financiamento interessante quer para o Benfica, quer para os detentores de obrigações. É uma oportunidade para fazermos uma redução da nossa exposição à banca portuguesa e diminuir a nossa dívida”, afirmou Domingos Soares de Oliveira, no lançamento do empréstimo.

O montante mínimo de subscrição é de 100 euros, correspondente a 20 obrigações. A taxa de juro dos cupões é fixa e igual a 4,00% ao ano (taxa anual nominal bruta, sujeita ao regime fiscal em vigor), um nível inferior ao oferecido na emissão de dívida realizada no ano passado em que a SAD oferecia uma taxa de 4,25%.

(Notícia atualizada às 18h30)

PUB

Comentários ({{ total }})

Carrega Benfica. Empréstimo obrigacionista aumenta para 60 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião