Metal. Dois anos acima dos 14 mil milhões de euros em exportações

As exportações de metal português voltam a bater um novo recorde das exportações: 14.596 mil milhões de euros. É o segundo ano consecutivo que o setor ultrapassa a fasquia dos 14 mil milhões de euros.

Os números oficiais confirmam: as exportações do setor do metal português estão pelo segundo ano consecutivo acima dos 14 mil milhões de euros.

Dados da Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins de Portugal (AIMMAP) referentes a 2016 demonstram que a indústria registou em termos de vendas ao exterior o valor de 14.596 milhões de euros, um crescimento e 0,2% face aos números de 2015, batendo assim novo recorde.

"O metal português voltou em 2016 a registar uma excelente performance ao nível das exportações o que demonstra que empresas portuguesas do setor são bastante competitivas em relação aos países concorrentes diretos como China, Índia, Japão ou Alemanha.”

Rafael Campos Pereira

Vice-presidente da AIMMAP

Rafael Campos Pereira, vice-presidente da AIMMAP adianta que “o metal português voltou, em 2016, a registar uma excelente performance ao nível das exportações o que demonstra que empresas portuguesas do setor são bastante competitivas em relação aos países concorrentes diretos como China, Índia, Japão ou Alemanha”.

Para o vice-presidente da AIMMAP estes dados demonstram também a “qualidade das empresas” nacionais “e dos seus quadros altamente especializados” que “são reconhecidos nos mercados internacionais e, por isso, justifica-se este novo recorde”.

Só em dezembro o setor exportou 1.104 milhões de euros o que teve impacto no consolidado de todo o ano.

Analisando mercado a mercado, as vendas para a União Europeia atingiram os 11.471 milhões de euros, tendo crescido 6,9% face ao exercício de 2015. A AIMAPP imputa este aumento ao comportamento de mercados como a França, Espanha e Reino Unido.

Espanha que se assume como o principal mercado do setor, atingiu vendas de 3.387 milhões de euros, um crescimento de 9,1% face ao ano anterior. Já o Reino Unido registou o maior crescimento em termos percentuais: 17,7%, tendo as vendas atingido o valor de 1.385 milhões de euros, pelo que o tão esperado efeito ‘brexit’ ainda não se fez sentir. França, por seu turno, terá registado o valor de 2.136 milhões de euros, com um aumento de 10,1%.

A Alemanha, segundo maior mercado para a indústria metalúrgica, registou uma quebra de 6,5%, com as vendas a cifrarem-se no valor de 2.542 milhões de euros.

Fora da União Europeia e como era esperado, o setor registou uma quebra devido sobretudo a mercados como Angola e China. A quebra nas exportações para fora da UE foi de 18,6% para os 3.123 milhões de euros.

PUB

Comentários ({{ total }})

Metal. Dois anos acima dos 14 mil milhões de euros em exportações

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião