Revista de imprensa internacional

Tony Blair vai combater o Brexit, o líder da Samsung foi detido por corrupção, o Estado Islâmico reclama o atentado no Paquistão, e outras três notícias que marcam esta sexta-feira.

A Samsung perde o seu líder, detido no meio do escândalo de corrupção que também promete derrubar a Presidente da Coreia do Sul, e Theresa May ganha um forte adversário, com Tony Blair prestes a declarar guerra ao Brexit. Donald Trump mostra dificuldade em defender a sua Administração numa conferência de imprensa e o Brasil reúne dez países, incluindo Portugal, para investigar a Odebrecht. Leia aqui as seis notícias que marcam a atualidade mundial.

Financial Times

Herdeiro e líder da Samsung preso por corrupção

O líder da Samsung, o herdeiro Lee Jae-Yong, foi detido por suborno, fraude e perjúrio, após um tribunal ter decidido que a detenção era legal. Lee Jae-Yong é investigado em ligação com o escândalo de corrupção que está a abalar a Coreia do Sul, tendo já levado ao processo de impugnação, ainda a decorrer, da Presidente Park Geun-hye. O grupo Samsung vê-se assim, para já, sem liderança, o que pode dificultar os planos de restruturação do conglomerado. Leia a notícia completa no Financial Times. (Conteúdo em inglês / Acesso pago)

Bloomberg

Tony Blair vai lançar campanha anti-Brexit

Um discurso que Tony Blair vai dar esta sexta-feira servirá para insistir que “as pessoas votaram sem conhecer os termos verdadeiros do Brexit” e que “à medida que esses termos se tornam claros, estão no seu direito de mudar de ideias”. Blair, primeiro-ministro do Reino Unido entre 1997 e 2007, colocar-se-á em oposição ao Governo de Theresa May e fará um apelo à reversão do Brexit. Leia a notícia completa na Bloomberg. (Conteúdo em inglês / Acesso gratuito)

El País

Artur Mas admite que pode haver alternativa à independência para a Catalunha

O ex-presidente da comunidade catalã, Artur Mas, um dos proponentes mais insistentes de um referendo à independência, assumiu esta quinta-feira de que existe um terceiro caminho que poderá aliviar a tensão entre o Estado espanhol e a Catalunha. Insistindo que o que deseja é a independência decidida através de plebiscito. Mas mudou, no entanto, um pouco a sua perspetiva assumindo que entre a dependência total e a independência absoluta existe a possibilidade de um regime mais federalista, que deve ser proposto “pelo Estado, não pelo Governo”. Leia a notícia completa no El País. (Conteúdo em espanhol / Acesso gratuito)

The Guardian

Trump dá conferência de imprensa caótica no meio de escândalos na sua Administração

A demissão do conselheiro para a segurança nacional Michael Flynn, a rejeição antecipada do homem que ia ser escolhido para o substituir, a saída da escolha para a pasta do Trabalho ainda antes de ser confirmado, as alegações e investigações cada vez mais insistentes de laços próximos com a Rússia. Não faltam problemas na Casa Branca, e Donald Trump decidiu dar a sua primeira verdadeira conferência de imprensa enquanto Presidente para responder às questões dos jornalistas. No entanto, a conferência de 77 minutos foi caótica e ficou muito por saber. Leia a notícia completa no The Guardian. (Conteúdo em inglês / Acesso gratuito)

Estadão

Brasil, Portugal e mais nove países juntam-se para investigar corrupção da Odebrecht

Onze países, incluindo Brasil e Portugal, juntaram-se para fazer uma investigação conjunta dos esquemas de corrupção que envolvem a Odebrecht, grupo brasileiro com presença em todo o mundo e ligação aos setores químico, energético, da construção e da engenharia. Os procuradores dos 11 países acordaram a formação de grupos de investigação para investigar as acusações de corrupção feitas contra a empresa nas suas fronteiras, compartilhando informações. Leia a notícia completa no Estadão. (Conteúdo em português / Acesso livre)

BBC

Ataque terrorista no Paquistão mata pelo menos 72 pessoas

Um ataque suicida num templo Sufi no sul do Paquistão matou pelo menos 72 pessoas, segundo informou a polícia. O templo, um dos mais antigos no país, estava cheio de pessoas que tinham ido rezar na quinta-feira, um dia considerado sagrado. O grupo terrorista autodenominado Estado Islâmico reclamou o ataque. Leia a notícia completa na BBC. (Conteúdo em inglês / Acesso gratuito)

PUB

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião