Wall Street alivia de máximos

Depois do rally de Trump ter continuado a levar Wall Street a máximos, a inflação acalmou os índices.

Yellen falou e os mercados reagiram. Depois da responsável da Reserva Federal ter afirmado que poderá estar a chegar um aumento das taxas de juro, os dados mais recentes da inflação vieram tornar isto ainda mais certo. Esta cresceu 2,5% em relação ao período homólogo de 2016, mais 0,1% que os analistas esperavam.

Os índices de referência abriram esta quarta-feira na linha de água, aliviando de máximos, com Dow Jones sem registar qualquer alteração em relação ao valor de fecho, negociando nos 20.504,27 pontos. O S&P 500 e o Nasdaq registavam ligeiras quedas, sendo que o primeiro caiu 0,09% para os 2.335,58 pontos e o segundo caiu 0,08% para os 5.777,90 pontos. Ainda assim, estes recuperaram rapidamente, seguindo a negociar em terreno positivo.

Destaque hoje para a subida da Procter & Gamble Co. que, depois do Trust Fund Management ter revelado que passa a ter uma participação na empresa, escalou 3,1%. Além disto, a responsável da Reserva Federal volta a falar hoje às 15h, desta vez em frente aos senadores da Câmara dos Representantes.

PUB

Comentários ({{ total }})

Wall Street alivia de máximos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião