António Costa encara 2017 “com confiança”

  • Lusa
  • 15 Fevereiro 2017

O primeiro-ministro valorizou hoje a indicação dada pelo ministro das Finanças de que o défice orçamental de 2016 não será superior a 2,1% do PIB.

O primeiro-ministro, António Costa, valorizou hoje a indicação dada pelo ministro das Finanças de que o défice orçamental de 2016 não será superior a 2,1% do PIB, sustentando que 2017 pode ser encarado, também nesta matéria, “com confiança”.

O chefe do Governo lembrou que, “hoje mesmo”, o ministro Mário Centeno assegurou no parlamento que o défice orçamental de 2016 não será superior a 2,1% do PIB.

“Isto significa um resultado que é mais promissor do que aquilo que era a previsão mais otimista que o Governo apresentou no início de 2016“, acentuou Costa.

E prosseguiu: “Podemos encarar este ano de 2017 com confiança, ao verificar que até instituições europeias que habitualmente têm manifestado algum ceticismo apresentam hoje previsões de crescimento [para Portugal] mais otimistas que o próprio Governo tem assumido”.

António Costa falava no aeroporto de Lisboa, na assinatura do memorando de entendimento entre o Governo e a ANA – Aeroportos de Portugal, texto assinado depois de o aeroporto de Lisboa ter ultrapassado os 22 milhões de passageiros em 2016 cinco anos antes do calendário previsto no contrato de concessão.

O calendário para efetivar a escolha do Montijo como aeroporto complementar de Lisboa prevê que até novembro deste ano sejam completados os estudos ambientais, enquanto na primeira metade de 2018 serão concluídas a avaliação ambiental e a negociação contratual com a ANA.

Comentários ({{ total }})

António Costa encara 2017 “com confiança”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião