Revista de imprensa internacional

Baterias que (ainda) explodem e recordes nas energias renováveis. Isto e muito mais na revista internacional de hoje.

Enquanto na Europa o espírito verde tem vindo a crescer, do outro lado do Atlântico voltou-se aos combustíveis fósseis. Goldman Sachs está a abandonar Londres, mas a culpa não é do Brexit. Na Coreia a culpa continua a ser das baterias. Estes e outros assuntos marcam a atualidade nacional nesta quinta-feira.

The Guardian

Quase 90% da nova energia gasta na Europa veio de fontes renováveis

A Europa está a tornar-se mais verde. Pela primeira vez, quase 90% da nova energia que foi adicionada à rede elétrica europeia teve origem em fontes de energia renováveis, com mais de metade desta a vir de parques eólicos. Dos 24,5 GW de nova capacidade incluída pela Europa fora no ano passado, 21,1 GW foi renovável.

A Alemanha estabeleceu-se como o país que mais energia eólica produziu, seguida dos Países Baixos, Finlândia, Irlanda e Lituânia.

BBC

Goldman Sachs transfere fundo de investimento de Londres para os Estados Unidos

Os membros da equipa do Goldman Sachs Investment Partners foram convidados a mudarem de país, depois do responsável da equipa se ter despedido. Assim, este fundo de investimento que estava em Londres desde 2008 vai fechar e os oito funcionários que estavam no ativo vão ser transferidos para a sede do banco, em Manhattan.

Apesar da primeira justificação que surge na cabeça de todos ser o Brexit, o banco fez questão de sublinhar que a saída do Reino Unido da União Europeia não foi um fator decisivo. “Esta é uma decisão discreta por razões específicas do GSIP, um fundo de investimento dentro do Goldman Sachs, e não deve ser interpretado como outra coisa.”

Financial Times

Recomeçam os trabalhos no oleoduto Dakota Access

Depois de Trump ter assinado a ordem executiva que levantava as restrições impostas por Obama à construção de dois oleodutos, os trabalhos recomeçaram num deles, o Dakota Access. Segundo a empresa responsável pelas obras, a Energy Transfer Partners, a aprovação final para construir a parte final da infraestrutura foi recebida esta quarta-feira, pelo que não houve tempo a desperdiçar.

Recorde-se que este projeto foi alvo de grandes críticas por parte dos liberais, que afirmavam que a construção deste oleoduto prejudicaria não só o ambiente, mas também a vida da população desta zona, maioritariamente indígena.

Quartz

Facebook contrata executiva da MTV para competir com Netflix e YouTube

A tecnológica de Mark Zuckerberg contratou Mina Lefevre, antiga responsável pela produção de guiões da MTV, para começar uma guerra com as grandes produtoras de conteúdo original. Estará nos planos da empresa começar a criar conteúdo multimédia próprio e de qualidade. Já foi noticiado que estará a ser desenvolvida uma aplicação que permitirá transmitir vídeo da rede social para televisão e que Zuckerberg estaria em negociação com grandes estúdios para fechar contratos de licenciamento.

Reuters

Incêndio na fabrica de baterias da Samsung

Parece que chegou a altura de a coreana Samsung contratar um seguro contra incêndios. Depois do Note 7, cujas baterias explodiam por um defeito de fabrico, e das ações, que também entraram em combustão com o escândalo, foi a vez da fábrica que produz as baterias dos dispositivos Samsung ter pegado fogo.

O “pequeno fogo”, como a empresa o caracterizou, foi rapidamente extinto. Na página oficial do corpo de bombeiros de Tianjin, aldeia onde funciona a Samsung SDI, pode ler-se que a causa do incêndio foi… explosão de baterias de lítio.

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião