Portuguesa OutSystems atinge meta dos 100 milhões de dólares em vendas

A empresa portuguesa registou mais de 100 milhões de dólares em vendas no ano passado, duplicando as receitas com as soluções de software que fornece. Em Portugal, contratou 129 pessoas.

A tecnológica portuguesa OutSystems apresentou, esta quarta-feira, resultados acima do esperado. A empresa garante que, em 2016, “superou a barreira dos 100 milhões de dólares em vendas” e “um crescimento de 50%” em cadeia nas receitas provenientes das soluções de software que desenvolve.

A OutSystems assume-se como “líder no desenvolvimento de plataformas low-code” o que, por outras palavras, se materializa na criação de plataformas que permitem desenvolver aplicações (apps) de forma mais rápida e simples e com menos necessidades de programação. Em outubro, a companhia lançou uma nova plataforma do género, “com capacidades avançadas para aplicações móveis empresariais”.

A juntar ao marco dos 100 milhões de dólares em vendas, a empresa refere, em comunicado, ter adicionado “178 novos clientes” ao portefólio no ano passado, clientes esses provenientes de 43 países. A nível global, contratou “mais de 200 novos colaboradores para as áreas de Vendas, Marketing e Gestão de Parceiros” e batendo a meta dos 500 colaboradores ao todo. Em Portugal “foram contratadas 129 pessoas”, um aumento de 36% para a empresa que, no país, conta agora com 347 colaboradores.

O crescimento registado em 2016 reflete a procura crescente por aplicações móveis.

Paulo Rosado

Presidente executivo da OutSystems

“A transformação digital é, simultaneamente, uma das maiores oportunidades e desafios das empresas. Estas estão sob uma pressão tremenda para desenvolverem as suas aplicações mais rapidamente e com menos recursos do que no passado”, justifica Paulo Rosado, presidente executivo da empresa. “O crescimento registado em 2016 reflete a procura crescente por aplicações móveis, o reconhecimento crescente da indústria e a inovação de produto em que apostamos”, frisou.

Questionado pelo ECO sobre o peso dos mercados internacionais nas contas da companhia, Paulo Rosado confirmou que “os mercados internacionais têm já um peso superior a Portugal desde há algum tempo e refletem os bons resultados que estamos a ter consistentemente em todas as geografias em que operamos. E esperamos que a contribuição internacional continue a aumentar nos próximos ano”. Paulo Rosado prevê ainda que a transformação digital continue a ser força motriz da expansão das soluções de software da empresa.

As soluções low-code permitem gerar aplicações, widgets e outros componentes de software de forma mas simples e, teoricamente, acessível do que se tivessem de ser programados do zero. É uma das alternativas escolhidas pelas empresas para desenvolver e lançar as respetivas aplicações, pois não necessita de conhecimentos muito profundos de programação informática.

Atualizado a 26 de janeiro, às 12h05, com a correção do número de colaboradores contratados em Portugal — a empresa indicou inicialmente terem sido 55, mas corrigiu agora para 129.

Comentários ({{ total }})

Portuguesa OutSystems atinge meta dos 100 milhões de dólares em vendas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião