Entre a dívida… e o BCP

Num dia em que os juros da dívida recuaram, a bolsa nacional registou o terceiro dia de queda. A culpa não foi só do BCP, mas as ações do banco caíram mais de 8%.

Este foi o terceiro dia de quedas em Lisboa, e a culpa não foi só do BCP. As ações do banco recuaram mais de 8%, e tocaram num novo mínimo histórico já nos 84 cêntimos. A ditar perdas estiveram também a NOS e os CTT. A EDP valorizou 0,5%. Num dia em que os juros da dívida recuaram, e ficaram abaixo dos 4%, Portugal acabou por pagar um juro de cerca de 4,3% na primeira operação de financiamento do ano em que o país obteve três mil milhões de euros.

Comentários ({{ total }})

Entre a dívida… e o BCP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião