Regulador brasileiro chumba nomeação de dois administradores da Oi

Anatel chumbou a nomeação de dois administradores para o Conselho de Administração da Oi, operadora que está em recuperação judicial e onde a Pharol detém uma posição de mais de 20%.

A Anatel, a reguladora do mercado brasileiro de telecomunicações, vetou a nomeação de dois membros para o Conselho de Administração da Oi, que está em recuperação judicial e onde a portuguesa Pharol PHR 0,00% detém uma posição de mais de 20%. No comunicado revelado este sábado pela empresa portuguesa, a Anatel deu luz verde à posse de seis novos gestores, permitindo a entrada da Société Mondiale na gestão da operadora brasileira.

Em causa estão os nomes de Pedro Grossi Junior e Nelson de Queiroz Sequeiros Tanure, ambos indicados pela Société Mondiale, e cuja nomeação foi rejeitada porque os estatutos sociais da Oi impedem a indicação de suplentes para exercer funções como conselheiros independentes.

Nelson Tanure é filho do empresário dono do Société Mondiale, um dos principais acionistas da Oi que entrou em rota de colisão com a Pharol no ano passado, quando defendeu a realização uma assembleia geral em setembro do ano passado para votar a saída dos atuais administradores portugueses da Oi, os quais queria levar a tribunal. A entrada de novos gestores indicados pelo Société Mondiale foi a solução encontrada as duas partes para resolver as disputas internas na empresa brasileira.

Ainda assim, entre os novos membros da administração da empresa brasileira estão Luís Manuel da Costa de Sousa de Macedo e José Manuel Melo Silva, diretor de Investors Relations e administrador não executivo da Pharol, respetivamente. Estes dois nomes foram indicados pela empresa portuguesa.

Do lado da Société Mondiale, a Anatel aprovou a nomeação do ex-ministro das Comunicações brasileiro Hélio Costa e do ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social (BNDES) Demian Fiocca, tendo autorizado ainda os nomes de Blener Braga Cardoso Mayhew e do próprio dono da Société Mondiale, Nelson Tanure (pai).

Comentários ({{ total }})

Regulador brasileiro chumba nomeação de dois administradores da Oi

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião