Revista de imprensa internacional

No Japão são precisas férias, na República Democrática do Congo um acordo, na Síria que se segure o cessar-fogo. Leia as seis notícias que marcam a atualidade mundial esta sexta-feira.

Enquanto na Venezuela a fome aumenta o número de crimes cometidos, no Japão o que é preciso é mais tempo de lazer. Na Síria, o instável cessar-fogo pareceu segurar-se durante a noite. Os EUA e o Reino Unido chocam acerca de Israel, e a República Democrática do Congo debate um controverso período de transição de liderança. Leia as seis notícias que marcam a atualidade esta sexta-feira.

BBC

Cessar-fogo na Síria mantém-se apesar de conflitos isolados

O cessar-fogo anunciado ontem por Vladimir Putin está a manter-se, embora já haja relatos de conflitos isolados desde a meia-noite (22:00 em Lisboa), hora a que as tréguas tiveram oficialmente início. Muitos grupos rebeldes participaram no acordo de tréguas que a Rússia e a Turquia ajudaram a negociar, mas não grupos jihadistas como o autoproclamado Estado Islâmico. No entanto, a maior parte do país manteve-se calma durante a noite. Leia a notícia completa na BBC. (Conteúdo em inglês / Acesso gratuito)

The Guardian

Theresa May recebe resposta dos EUA após criticar John Kerry

Numa jogada que pode ser vista como uma tentativa de aproximar o Reino Unido de Donald Trump, a primeira-ministra britânica optou por criticar o ministro dos Negócios Estrangeiros norte-americano, John Kerry, por se ter colocado em oposição ao presidente israelita Benjamin Netanyahu. Theresa May, através de um porta-voz, disse que não era apropriado criticar outro governo. Recebeu uma resposta pronta dos EUA: “Estamos surpreendidos com a declaração da primeira-ministra do Reino Unido”. Leia a notícia completa no The Guardian. (Conteúdo em inglês / Acesso gratuito)

El País

Fome aumenta crime na Venezuela

A escassez de alimentos na Venezuela levou ao aumento dos furtos, roubos e pilhagens no país, revela um relatório de uma ONG de estudo do crime no país. Em 2016, mais de 28 mil pessoas foram assassinadas na Venezuela, que passou a ser o segundo país mais inseguro da América Latina. Leia a reportagem completa no El País. (Conteúdo em espanhol / Acesso gratuito)

El Mundo

Madrid vai proibir circulação de camiões para evitar atentados

A Câmara de Madrid vai proibir que camiões e veículos de transporte de pessoas com mais de 3500 quilos circulem na capital entre 3 e 5 de janeiro, pelas celebrações dos Reis, para evitar atentados como os de Nice e Berlim. Os veículos deste tipo que circulem nas zonas interditas poderão estar a cometer um delito penal. Leia a notícia completa no El Mundo. (Conteúdo em espanhol / Acesso gratuito)

Bloomberg

Japão quer que cidadãos entrem mais cedo no fim de semana

A última sexta-feira de cada mês vai acabar às três da tarde no Japão, ou pelo menos é que propõem o governo e vários grandes grupos empresariais. A iniciativa vai começar no dia 24 de fevereiro, e o objetivo é tentar que os japoneses tenham mais tempo de lazer — até para gastarem mais dinheiro em compras, viagens e jantares fora. Leia a notícia completa na Bloomberg. (Conteúdo em inglês / Acesso gratuito)

Le Monde

Última oportunidade de diálogo para fim da crise na RD do Congo

A oposição, o poder e a Igreja Católica da República Democrática do Congo tiveram uma noite longa a tentar resolver a gestão do período de transição entre a saída de Joseph Kabila, presidente há 15 anos, e a eleição de um sucessor. A data limite para chegar a uma conclusão? Esta sexta-feira, 30 de dezembro. Após protestos na rua e confrontos entre manifestantes e forças policiais, é preciso que se encontre uma estratégia de compromisso para o período de transição. Leia a notícia completa no Le Monde. (Conteúdo em francês / Acesso gratuito)

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião