BRANDS' ECO E por falar em Empreendedorismo. Gostava de saber mais sobre o “Be-Cone”?

  • ECO + Santander Totta
  • 4 Novembro 2016

O Banco Santander Totta apoia o Poliempreende - Projetos de Vocação Empresarial, sendo o patrocinador do primeiro prémio.

Na 13ª edição do Poliempreende, o segundo prémio foi para o Be-Cone, cujo lema é: “primeiro prova-se, depois aprova-se”.

A ideia do negócio Be-Cone da Eloisa Paulino e Sara Alcântara resulta da utilização das novas tecnologias de produção e venda materializadas num cone de alfarroba.

A diferenciação está ainda na massa estaladiça, salgada e saborosa no mesmo formato de um cone de gelado e produzida com a farinha de alfarroba, destacando-se pelo sabor e aparência.

O Be-Cone é um conceito de comida gourmet a comercializar dentro da oferta de street food. Será utilizada uma carrinha Piaggio adaptada e padronizada.

Neste cone podem ser servidos diversos recheios que aproveitam a cozinha de fusão, destacando-se pelos ingredientes saudáveis, pela qualidade e preços acessíveis.

Para ser um produto abrangente, o cliente terá à escolha quatro recheios diferentes, nas seguintes opções:

  • Salmão fumado, rúcula, molho de queijo especial, tomate cherry, ervas e especiarias.
  • Frango desfiado, cebola, alface, tomate cherry, molho de queijo da ilha e gengibre.
  • Presunto de Porco preto, abacaxi, alface, molho de queijo especial, castanha de caju, ervas e especiarias.
  • Atum, anchovas, espinafres, tomate frito, sal, ervas finas e especiarias.

Estudos recentes mostram que a alfarroba é um alimento com um vasto potencial de utilização na indústria alimentar incluindo no segmento de alimentos saudáveis.

Para além do segundo prémio, este projeto também recebeu um prémio não monetário, que consiste no registo oficial nacional de Inovação através de marca, patente/modelo de utilidade ou design, patrocinado pela Gastão Cunha Ferreira, Lda.

Este projeto foi desenvolvido por Eloisa Paulino e Sara Alcântara, da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril.

Posicionamento

A Be-Cone quer ser uma marca dinâmica, de espírito jovem, cativante e com a preocupação de proporcionar uma alimentação saudável e com qualidade, em que as necessidades do cliente estão no centro da atenção.

Canais de distribuição

As vendas da Be-Cone deverão arrancar no verão de 2017. A comercialização destes produtos será realizada em carinhas adaptadas que vão circular por Lisboa, como também em eventos particulares e eventos/feiras gastronómicas, como o Nos Alive, Festival Europeu de Street Food do Estoril, Street Fest – Mercado de Fusão em Martim Moniz, Festival de Street Food da Portela, Festival de Street Food de Oeiras, Streat Fest Belém, Super Bock Super Rock, Rock in Rio, entre outros.

Com a estabilidade do negócio as mentoras do projeto querem apostar na sua expansão a outras cidades de Portugal, bem internacionalizar a Be-Cone.

O que é o Poliempreende?

O Poliempreende é um concurso nacional de ideias de negócio que pretende estimular o empreendedorismo e proporcionar saídas profissionais através da criação do próprio emprego. De realçar que o Poliempreende foi o vencedor nacional na categoria de “Investimento em Competências Empreendedoras dos Prémios Europeus de Promoção Empresarial” (2013), organizado em Portugal pela Agência para a Competitividade e Inovação (IAPMEI).

O concurso, este ano, contou com a participação de cerca de 110 equipas, selecionadas através dos concursos regionais realizados em cada uma das instituições de ensino superior. Os projetos, envolvendo as áreas da biotecnologia, aplicações informáticas para a saúde, produtos médicos, reabilitação física, plataformas digitais, jogos virtuais, software 3D, wearables e transformação e processamento alimentar, foram apresentados no Instituto Politécnico de Setúbal, instituição coordenadora da 13ª edição da iniciativa.

O Projeto Poli Entrepreneurship Innovation Network

O Projeto PIN (Poli Entrepreneurship Innovation Network) nasce na sequência do trabalho desenvolvido pela rede politécnica para o empreendedorismo e promoção do espírito empresarial através do projeto Poliempreende, ao longo de 12 anos, do seu autodiagnóstico e reflexão estratégica.

Este projeto materializou-se, em 2015, numa candidatura SIAC de promoção do espírito empresarial aos fundos de financiamento do Portugal 2020, no âmbito da tipologia de “Dinamização de iniciativas de deteção, de estímulo e de apoio ao empreendedorismo à capacitação de iniciativas empresariais e à concretização de novas empresas”, por 13 elementos da rede politécnica, que compõem o projeto Poliempreende, considerados como elegíveis. Corresponde a um investimento de 1.104.286,67€, com um financiamento de 743.126,76€, que será executado através da implementação das atividades previstas até ao final de abril de 2018.

O PIN vai, deste modo, posicionar-se como motor do empreendedorismo em termos nacionais ao propor-se a criar condições para a constituição de 45 empresas intensivas em conhecimento e tecnologia e/ou criativas, 15 pedidos de registo de patentes, desenvolvendo mais de 120 projetos de vocação empresarial, envolvendo mais de 1400 estudantes empreendedores.

O projeto expressa uma análise ponderada dos parceiros e uma estratégia de desenvolvimento, nesta vertente do ensino superior politécnico, de modo a dar continuidade ao fator de diferenciação e de reconhecida qualidade.

Neste sentido, o projeto PIN pretende alcançar os seguintes objetivos estratégicos:

  • Sedimentar-se como projeto estruturante de suporte ao empreendedorismo, inovação e criação de empresas, enquanto rede politécnica e correspondente posicionamento educativo;
  • Inovar em metodologias e tecnologias de promoção do empreendedorismo, facilitando a sua aprendizagem, motivação e aquisição de competências;
  • Dinamizar o ecossistema do empreendedorismo em termos nacionais e internacionais, envolvendo outras entidades desse ecossistema.
PUB

Comentários ({{ total }})

E por falar em Empreendedorismo. Gostava de saber mais sobre o “Be-Cone”?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião